Lagoa do Peixe sedia festival de aves migratórias

Brasília (23/10/2017) – Especialistas de diversas partes do Brasil e do mundo estarão reunidos, a partir desta quinta-feira (26) e até o sábado (28), no município gaúcho de Tavares para contemplar e estudar o rico universo das aves migratórias. Eles vão participar do 13º Festival Brasileiro das Aves Migratórias, que tem como principal local de eventos o Parque Nacional da Lagoa do Peixe. O evento é aberto à comunidade e turistas e vai servir, também, para que as pessoas possam observar, conhecer e celebrar essas diversas espécies de aves e a conservação da biodiversidade.

O Parque Nacional da Lagoa do Peixe é uma unidade de conservação gerida pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), na península da Lagoa dos Patos, que abrange os municípios de Tavares e Mostardas. Reconhecido internacionalmente, o parque tem mais de 270 espécies de aves registradas, como o cisne de pescoço preto, o coscoroba, talha-mar e maçaricos, entre outras.

A ave símbolo do parque, o flamingo, vem do Chile todos os anos, no inverno, em busca de descanso e alimento. Migratórias ou residentes na região, as aves alimentam-se dos diversos microorganismos que vivem na lagoa e encantam a população local e turistas com sua beleza e hábitos de vida. Esse precioso ambiente contido dentro da unidade de conservação é protegido por lei, que proíbe práticas de exploração comercial no local.

O festival apresentará uma vasta programação dentro do parque e na cidade de Tavares, com destaque para as saídas guiadas para observação de aves, uma chance para a comunidade local e turistas conhecerem mais sobre a importante avifauna no Parque Nacional da Lagoa do Peixe.

Leia a matéria completa AQUI