Cemave inicia inventário de aves da Flona da Restinga de Cabedelo

O Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Aves Silvestres (Cemave) e a Floresta Nacional (Flona) da Restinga  de Cabedelo (PB) estão trabalhando no inventário de aves da unidade de conservação (UC). O projeto, que teve início em junho, tem a proposta de identificar as aves que habitam os diversos ambientes existentes na Flona e  difundir o conhecimento acerca dos diferentes tipos e estratégias de mudas das aves.

Analistas do Cemave e voluntários do centro e da Flona participam do projeto, que também conta com o apoio do Batalhão de Polícia Ambiental da Paraíba. O grupamento dá suporte nas atividades náuticas para realização do  inventário no estuário do rio Paraíba, onde são registradas espécies aquáticas e migratórias.

Até o momento já foram identificadas 118 espécies, com destaque para aves ameaçadas como o gavião-gato-do-nordeste (Leptodon forbesi) e o bico-virado-miúdo (Xenops minutos alagoanus), o quase ameaçado gavião- -caranguejeiro (Buteogallus aequinoctialis) e o endêmico picapauzinho-de-pernambuco (Picumnus pernambucensis). Entre as espécies migratórias, foram registradas a águia-pescadora (Pandion haliaetus), a batuíra-de-bando (Charadrius
semipalmatus), o maçarico-de-bico-torto (Numenius hudsonicus), o maçarico-pintado (Actitis macularius), o maçarico-rasteirinho (Calidris pusilla), o trinta-réis-boreal (Sterna hirundo), o trinta-réis-de-bando (Thalasseus acuflavidus) e o falcão-peregrino (Falco peregrinus).

"Os resultados do projeto revelam a riqueza de aves da Flona da Restinga de Cabedelo e reforçam a importância da conservação dos manguezais do estuário do rio Paraíba, uma vez que se trata de uma importante área de invernagem de espécies migratórias", afirmou Emanuel Barreto, analista ambiental do Cemave que coordena o projeto.

O voluntário Cristiano Nascimento descreveu sua experiência: "Foi de grande importância tanto profissional como pessoal acompanhar o trabalho dos analistas do Cemave em parceria com a Polícia Militar Ambiental na observação das aves migratórias às margens do rio Paraíba, acompanhando a distribuição e possíveis impactos antrópicos que  interferem na dispersão destas aves".

Ao final do trabalho, o Cemave pretende elaborar um guia ilustrado das aves da Flona, que ficará disponível no site do ICMBio, e um folheto sobre as aves da UC para ser distribuído aos visitantes e estudantesNyctanassa violacea