Foto: Parna Anvilhanas/ICMBio

Incêndio em Anavilhanas é controlado

Foto: Arquivo ICMBio

1,6 milhão de turistas no Iguaçu em 2015

Foto: NGI Noronha/ICMBio

Noronha estimula cidadania ambiental

Foto: Arquivo ICMBio

Tijuca moderniza venda de ingresso on line

Foto: Arquivo ICMBio/PNLP

Parque no Sul monitora animais marinhos


todas as notícias

Unidades de Conservação


CONHEÇA AS PESQUISAS

Avaliação de Ataques de Onça-Pintada
Adriano Gambarini

CONHECIMENTO CIENTÍFICO

Uma série de pesquisas são realizadas dentro das Unidades de Conservação federais ou dos centros de Pesquisa e Conservação do Instituto Chico Mendes.

Para isso o ICMBio dispõe de parceiros importantes neste trabalho de produção técnico-científica sobre espécies da flora e fauna, ameaçadas ou não de extinção, tais como universidades e institutos de pesquisa.

CONHEÇA AS UNIDADES

Região do Salgado Paraense
Miguel von Behr

MANEJO CONSCIENTE

Diversas comunidades tradicionais residem dentro de Unidades de Conservação federais de Uso Sustentável e fazem o manejo sustentável dos recursos naturais existentes nessas áreas protegidas por Lei. Para isso elas contam com o apoio do Instituto Chico Mendes.

Guariba
Alouatta belzebul ululata
Cerrado e Caatinga

A característica mais marcante é o dicromatismo sexual.

Os machos são negros, com as extremidades dos membros, cauda e parte do dorso em tom ruivo e a lateral com pêlos dourados; a coloração das fêmeas é, na maioria das vezes, pardo-amarelada.
Tartaruga Oliva
Lepidochelys olivacea
Zona Costeira

Tartaruga-oliva é uma das menores tartarugas marinhas do mundo, com peso entre 35 e 50 kg. O tempo necessário para atingir a maturidade sexual é estimado entre 7 a 30 anos.
 
Os picos de desova ocorrem entre outubro e fevereiro.
Caiarara Ka'apor
Cebus kaapori
Amazônia

É uma espécie do grupo “sem tufo", apresentando uma pelagem aguti, com coloração marrom-acinzentada nas partes superiores e nos 2/3 proximais da cauda, e cinza-prateada na garganta, tórax, abdômen, espáduas, região frontal da parte próxima aos membros anteriores e do pincel caudal. 
Tartaruga Verde
Chelonia mydas
Zona Costeira

Tartaruga-de-pente é a mais tropical das espécies de tartarugas marinhas, ocorrendo principalmente no Norte-Nordeste do Brasil. Recebe esse nome porque antigamente, faziam pente com seu casco.
 
Juvenis e adultos alimentam-se em locais com substratos duros, como recifes
Piracanjuba
Brycon orbignyanus
Mata Atlântica

Testes de digestibilidade da espécie revelaram uma grande capacidade para a digestão de proteínas de origem vegetal e análises de suas proteínas digestivas corroboram o perfil onívoro da espécie. Na época de migração os ovários podem representar mais de 20% do peso do peixe e podem conter um número superior a 850.000 ovócitos.
Leia mais

CRIE SUA RESERVA

Solicite a criação de sua Reserva

Leia mais

SEJA VOLUNTÁRIO

Ajude a cuidar da biodiversidade das UCs

Leia mais

BOLETINS DE INCÊNDIO

Veja lista das publicações

Leia mais

SISBio

Solicite sua autorização para atividade científica