Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Fauna Brasileira > Lista de Espécies Ameaçadas > Aves - Aburria jacutinga (Spix, 1825) - Jacutinga
Início do conteúdo da página

Aves - Aburria jacutinga (Spix, 1825) - Jacutinga

Classificação Taxonômica
Grupo
Classe:
Ordem:
Família:
Espécie:
Nome Vulgar:
Aves
Aves
Galliformes
Cracidae
Aburria jacutinga (Spix, 1825)
Jacutinga
Categoria de Ameaça
Categoria Validada:
Critério Validado:
Presença Lista Anterior:
EN
C2 a(i)
IN MMA 003/2003
Justificativa
Aburria jacutinga ocorre no nordeste da Argentina, sudeste do Paraguai e Brasil, da Bahia ao Rio Grande do Sul, tendo sido extinta em muitas áreas de sua distribuição original. Estima-se que haja menos de 2.500 indivíduos maduros, sendo que há menos de 250 deles em cada subpopulação. Há declínio populacional continuado devido à caça e perda de qualidade de habitat. Dessa forma, A. jacutinga foi avaliada como Em Perigo (EN) C2a(i).
Especialistas
Ciro Ginez Albano, Fernando Costa Straube, Glayson Ariel Bencke, Luciano Moreira Lima, Luís Fábio Silveira, Márcio Amorim Efe, Rafael Alves dos Santos e Santos, Rafael Antunes Dias, Santos D’Angelo Neto, Vítor de Queiroz Piacentini
Referências
1) Bencke, G.A.; Mauricio, G.N.; Develey, P.F. & Goerck J.M. 2006. Áreas importantes para a Conservação das aves no Brasil: Parte I - Estados do Domínio da Mata Atlântica. SAVE Brasil. 494p.
2) Chiarello, A.G. 2000. Density and populations size of mammals in remnants of Brazilian Atlantic Forest. Conservation Biology, 14: 1649-1657.
3) del Hoyo, J. 1994. Family Cracidae, p.310-363. In: del Hoyo, J.; Elliott, A. & Sargatal, J. 1994. Handbook of the birds of the world, Vol 2: New World Vultures to Guineafowl. Lynx Edicions. 638p.
4) del Hoyo, J. & Motis, A. 2004. Update chapter, p.322-476. In: Delacour, J. & Amadon, D. Curassows and Related Birds. 2nd ed. Lynx Edicions & American Museum of Natural History. 476p.
5) Grantsau, R.K.H. 2010. Guia completo para a identificação das aves do Brasil. Parte I. Vento Verde. 624p.
6) Ibama (Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis). 1997. Plano de Manejo da Reserva Biológica de Una. 241p.
7) Ibama (Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis). 2003. Avaliação Ornitológica dos Parques Nacionais de Aparados da Serra e Serra Geral. Relatório Técnico. 85p.
8) Ibama (Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis). 2004. Plano de Manejo do Parque Nacional de Ilha Grande, Anexos. 40p.
9) Ibama (Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis). 2005. Plano de Manejo da Estação Ecológica de Tamoios. Encarte 5. 230p.
10) Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis). 2007. Plano de Manejo da Área de Proteção Ambiental da Região Serrana de Petrópolis. 489p.
11) ICMBio (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade). 2008. Plano de Manejo do Parque Nacional da Serra dos Órgãos. Anexos. 318p.
12) ICMBio (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade). 2009. Plano de Manejo do Parque Nacional da Serra do Itajaí.
13) IUCN (International Union for Conservation of Nature and Natural Resources). 2012. IUCN Red List of Threatened Species. Versão 2012.1. www.iucnredlist.org (Acesso em 22/2/2013).
14) Lopes, P. 2009. Aburria jacutinga (Spix, 1825) Galliformes, Cracidae, p.113. In: Bressan, P.M.; Kierulff, M.C.M. & Sugieda, A.M. (eds.). Fauna ameaçada de extinção no Estado de São Paulo: vertebrados. Fundação Parque Zoológico de São Paulo: Secretaria do Meio Ambiente. 648p.
15) Marques, A.A.B.; Fontana, C.S.; Vélez, E.; Bencke, G.A.; Schneider, M. & Reis, R.E. 2002. Lista de Referência da Fauna Ameaçada de Extinção no Rio Grande do Sul. FZB/MCT–PUCRS/PANGEA. 52p.
16) Pereira, S.L. & Brooks, D.M. 2006. Conservando os Cracídeos: A Família de Aves Mais Ameaçadas das Américas. Houston Museum of Natural Science. 115p.
17) Sick, H. 1997. Ornitologia brasileira. 3ª. Ed. Nova Fronteira. 912p.
18) Silveira, L.F. 2008. Pipile jacutinga (Spix, 1825), p.439-440. In: Machado, A.B.M.; Drummond, G.M.; Paglia, A.P. (orgs.). Livro Vermelho da Fauna Ameaçada de Extinção no Brasil. Ministério do Meio Ambiente e Fundação Biodiversitas. v.2, 460p.
19) Simões, L. L. 2010. Guia de Aves Mata Atlântica paulista: Serra do Mar e Serra de Paranapiacaba. WWF Brasil. 132p.
20) Straube, F.C.; Urben-Filho, A. & Kajiwara, D. 2004. Aves, p.143-496. In: Mikich, S.B. & Bérnils, R.S. Livro Vermelho da Fauna Ameaçada no Estado do Paraná. Mater Natura - Instituto de Estudos Ambientais. 764p.
21) Straube, F.C. & Urben-Filho, A. 2005. Avifauna da Reserva Natural Salto Morato (Guaraqueçaba, Paraná). Atualidades Ornitológicas, 124: 12 32.
22) Straube, F.C. & Urben-Filho, A. 2011. Área de Proteção Ambiental das Ilhas e Várzeas do Rio Paraná. In: Valente, R.; Silva, J.M.C.; Straube, F.C. & Nascimento, J.L.X. (org). Conservação de aves migratórias neárticas no Brasil. Conservation International. 406p.
23) WikiAves (Enciclopédia das Aves do Brasil). 2013. Mapa de registros da espécie jacutinga (Aburria jacutinga). www.wikiaves.com.br/mapaRegistros_jacutinga (Acesso em 16/10/2013).
Fim do conteúdo da página