Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Fauna Brasileira > Lista de Espécies Ameaçadas > Aves - Augastes lumachella (Lesson, 1838) - Beija-flor-de-gravata-vermelha
Início do conteúdo da página

Aves - Augastes lumachella (Lesson, 1838) - Beija-flor-de-gravata-vermelha

Classificação Taxonômica
Grupo
Classe:
Ordem:
Família:
Espécie:
Nome Vulgar:
Aves
Aves
Apodiformes
Trochilidae
Augastes lumachella (Lesson, 1838)
Beija-flor-de-gravata-vermelha
Categoria de Ameaça
Categoria Validada:
Critério Validado:
Presença Lista Anterior:
EN
B2ab(iii)
Justificativa
Augastes lumachella é endêmica do Brasil, com ocorrência apenas para BA. Embora sua extensão de ocorrência (EOO) seja superior a 20.000km², sua área de ocupação (AOO) foi calculada em 120km². Possui apenas duas localizações, uma na Chapada Diamantina onde é restrita a ilhas de campos rupestres acima de 950m de altitude, e outra na região do Boqueirão do Onça, onde é encontrada acima de 750m de altitude. A qualidade do habitat de ambas as localizações está em declínio em função de incêndios, exploração de matas nativas para transformação em carvão, turismo desordenado e ocupação de áreas nativas por pastagens. Assim sendo, Augastes lumachella foi categorizada como Em Perigo (EN) B2ab(iii).
Especialistas
Alan Loures-Ribeiro, Andrei Langeloh Roos, Antonio Emanuel B. Alves de Souza, Caio Graco Machado, Elivan Arantes de Sousa, Erich de Freitas Mariano, Francisco N. Sagot-Martin, Helder Farias Pereira de Araújo, Joao Luiz Xavier do Nascimento, Jorge Nascimento, Juan Manuel Ruiz-Esparza Aguilar, Lemuel Olívio Leite, Luís Fábio Silveira, Marcos Pérsio Dantas Santos, Rachel Maria Lyra-Neves, Rômulo Ribon, Severino Mendes Azevedo Junior, Wallace Rodrigues Telino-Júnior, Weber Andrade de Girão e Silva
Referências
1) Almeida, A.C. & Raposo, M.A. 1999. Aspectos da biologia e abundância do beija-flor-de-gravatinha-vermelha, Augastes lumachellus (Lesson, 1838) (Aves: Trochilidae), em Morro do Chapéu, BA. Revista Nordestina de Biologia, 13(1/2):70-85.
2) BirdLife International. 2012. Species factsheet: Augastes lumachella. www.birdlife.org (Acesso em 28/7/2013).
3) Carvalhaes, A.M.P. 2001. Dinâmica da Comunidade de Aves do Parque Nacional da Chapada Diamantina. Tese (Doutorado em Zoologia). Unesp. 95p.
4) Carvalhaes, A. & Machado, C.G. 2008. As aves da Chapada Diamantina, p.103-127. In: Funch, L.S.; Funch, R.R. & Queiroz, L.P. (orgs). Serra do Sincorá - Parque Nacional da Chapada Diamantina. Editora Radami. 251p.
5) Coelho, A.G. 2008. Fenologia reprodutiva, polinização e biologia floral de Prepusa montana Mart. (Gentianaceae) em uma área de campo rupestre da Chapada Diamantina, Bahia. Dissertação (Mestrado em Botânica). Universidade Estadual de Feira de Santana.
6) Grantsau, R. 1967. Sobre o gênero Augastes, com a descrição de uma subespécie nova. Papéis Avulsos de Zoologia, 21: 21-31.
7) IUCN (International Union for Conservation of Nature and Natural Resources). 2012. IUCN Red List of Threatened Species. Versão 2012.1. www.iucnredlist.org (Acesso em 22/2/2013).
8) Machado, C.G. 2005. Aves, p.357-375. In: Juncá, F.A.; Funch, L.S. & Rocha, W.F. (orgs). Biodiversidade e Conservação da Chapada Diamantina. Ministério do Meio Ambiente.
9) Machado, C.G.; Moreira, T.A.; Nunes, C.E.C. & Romão, C.O. 2003. Use of Micranthocereus purpureus (Guerke) F. Ritter 1968 (Cactaceae) hairs in nests of Augastes lumachellus Lesson 1839 (Trochilidae, Aves). Sitientibus - Série Ciências Biológicas, 3: 133-134.
10) Machado, C.G.; Coelho, A.G.; Santana, C.S. & Rodrigues, M. 2007. Beija-flores e seus recursos florais em uma área de campo rupestre da Chapada Diamantina, Bahia. Revista Brasileira de Ornitologia, 15: 215-227.
11) Parrini, R.; Raposo, M.A.; Pacheco, J.F.; Carvalhaes, A.M.P.; Melo-Junior, T.A.; Fonseca, P.S.M. & Minns, J. 1999. Birds of the Chapada Diamantina, Bahia, Brazil. Cotinga, 11: 86-95.
12) Romão, C.O. 2002. A comunidade de plantas visitadas por beija-flores no alto do Morro do Pai Inácio na Chapada Diamantina. Dissertação (Mestrado em Botânica). Universidade Estadual de Feira de Santana.
13) Ruschi, 1962. Algumas observações sobre Augastes lumachellus (Lesson) e Augastes scutatus (Temminck). Boletim do Museu de Biologia Prof. Mello Leitão, Série Biologia, 31: 1-24.
14) Ruschi, 1963. A atual distribuição geográfica das espécies e sub-espécies do gênero Augastes, com descrição de uma nova sub-espécie: Augastes scutatus soaresi Ruschi e a chave artificial e analítica para o reconhecimento das mesmas. Boletim do Museu de Biologia Prof. Mello Leitão, Série Divulgação, 4: 1-4.
15) Santana, C.S. 2010. Fenologia de floração e polinização de bromeliáceas ornitófilas em uma área de campo rupestre da Chapada Diamantina, BA, Brasil. Revista Brasileira de Botânica, 33(3): 469-477.
16) Santana, C.S. & Machado, C.G. 2010. Fenologia de floração e polinização de espécies ornitófilas de bromeliáceas em uma área de campo rupestre da Chapada Diamantina, BA, Brasil. Revista Brasileira de Botânica, 33(3): 469-477.
17) Schuchmann, K.L. 1999. Family Trochilidae, p.468-682. In: del Hoyo, J.; Elliott, A. & Sargatal, J. Handbook of the birds of the world, Vol 5: Barn-owls to Hummingbirds. Lynx Edicions. 759p.
18) Sick, H. 1997. Ornitologia brasileira. 3ª. Ed. Nova Fronteira. 912p.
19) Souza, E.A.; Nunes, M.F.C.; Simão, I.; Sousa, A.E.B.A.; Las-Casas, F.M.G.; Rodrigues, R.C. & Neto, F.P.F. 2009. Ampliação de área de ocorrência do beija-flor-de-gravatinha-vermelha Augastes lumachella (Lesson, 1838) (Trochilidae). Ornithologia, 3(2): 145-148.
20) Stotz, D.F.; Fitzpatrick, J.W; Parker III, T.A. & Moskovits, D.K. 1996. Neotropical Birds: Ecology and Conservation. The University of Chicago Press. 479p.
21) Vasconcelos, M.F. 2008. Mountaintop endemism in eastern Brazil: why some bird species from campos rupestres of the Espinhaço Range are not endemic to the Cerrado region? Revista Brasileira de Ornitologia, 16(4): 348-362.
22) Vasconcelos, M.F.; Lopes, L.E.; Machado, C.G. & Rodrigues, M. 2008. As aves dos campos rupestres da Cadeia do Espinhaço: diversidade, endemismo e conservação. Megadiversidade, 4(1-2): 221-241.
Fim do conteúdo da página