Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Fauna Brasileira > Planos de Redução de Impacto
Início do conteúdo da página
Planos de Ação Nacional

Planos de Redução de Impacto

PRIM



O Plano de Redução de Impactos – PRIM é uma ferramenta de apoio à decisão e gestão ambiental, que têm como principal objetivo gerar cenários de compatibilização entre a conservação da biodiversidade e o desenvolvimento de atividades socioeconômicas, por meio da identificação de medidas objetivas de redução dos impactos potenciais e da busca de espaços geográficos onde se garanta a manutenção dos serviços ecossistêmicos e de populações viáveis de espécies, sem prejuízo da construção e operação de empreendimentos e atividades.
Baixar

A compatibilização entre a conservação ambiental e o desenvolvimento socioeconômico é alcançada quando as estratégias de ordenamento e planemento territorial incorporam informações sobre a sensibilidade da biodiversidade e as atividades socioeconômicas.

O PRIM propõem soluções para essa complexa interação ao identificar e estimar os principais impactos potenciais e sua relação com as espécies realmente sensíveis.

Os principais vetores de ameaças à biodiversidade brasileira são conhecidos a partir da avaliação do estado de conservação da fauna e flora brasileira, que identifica ainda o risco de extinção das espécies. Para elencar estas ameaças são reunidas informações disponíveis em literatura científica e consulta a órgãos e instituições de pesquisa.

Cada PRIM analisa uma atividade socioeconômica específica de forma mais assertiva.


A compreensão de quão sensível é a biodiversidade às diferentes ameaças requer elencar os impactos ambientais decorrentes de cada vetor e os dimensionar em cada ambiente. Reconhecendo onde ocorrem tais impactos é possível identificar a biodiversidade a eles exposta.

No PRIM são discriminadas as espécies realmente sensíveis dentre todas aquelas atingidas pelos impactos potenciais, que representam os alvos de conservação sensíveis (espécies da fauna e da flora, ambientes singulares e serviços ecossistêmicos associados). De acordo com a ocorrência da biodiversidade realmente sensível e os impactos da ameaça específica é construido o Mapa de Compatibilidade entre a Conservação da Biodiversidade e o Desenvolvimento Socioeconômico.
PRIM Ferramenta de compatibilizaçãoElaborado pela Coordenação de Ações Integradas para a Conservação de Espécies (COESP)
 

Cronograma



(Atualizado em 12/2018)

cronograma
PRIM-IVT Plano de Redução de Impactos de Infraestruturas Viárias Terrestres à Biodiversidade
PRIM-HA Plano de Redução de Impactos de Hidrelétricas da Amazônia à Biodiversidade
PRIM-PGMAR Plano de Redução de Impactos de Exploração de Petróleo e Gás à Biodiversidade Marinha e Costeira
PRIM-Mineração Plano de Redução de Impactos da Mineração à Biodiversidade


PRIM-IVT



O Plano de Redução de Impacto de Infraestruturas Viárias Terrestres sobre a Biodiversidade - PRIM-IVT traz informações para a racionalização do custo ambiental das infraestruturas viárias terrestres (rodovias e ferrovias), apresentando novas ferramentas capazes de avaliar a biodiversidade realmente sensível aos impactos desse vetor de ameaça. 
Seu objetivo, assim, é identificar áreas com maior ou menor concentração dessas espécies onde a implantação das estruturas viárias poderia significar um maior ou menor custo ambiental devido ao seu grau de compatibilidade. A publicação também traz análises para elencar quais ações e medidas conservacionistas poderiam ser aplicadas para reduzir perdas de biodiversidade.

capa prim ivt

Conteúdo digital a ser disponibilizado em breve.








registrado em:
Fim do conteúdo da página