Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Reserva Extrativista Ciriaco

alt
Na Reserva Extrativista do Ciriaco, no Maranhão, há um projeto em processo de implantação que prevê a exploração de babaçu e a produção de óleo com comercialização inicial para o mercado europeu, principalmente para as indústrias de cosméticos e farmacêutica. A população tradicional está organizada por meio da Associação dos Trabalhadores Agro-extrativistas da Reserva Extrativista de Ciriaco-ATARECO.

O babaçu é uma planta altamente resistente. Seu fruto, de forma oval, alongada e de cor castanha – daí o nome “castanha” - floresce numa palmeira. A extração é manual, por comunitários e famílias nativas. As mulheres são as figuras representativas da atividade extrativista – conhecidas como as “quebradeiras de coco”.

Do fruto apenas 6 a 8% são sementes. Destas sementes são extraídos de 65 a 68% de um óleo de cor branca a levemente amarelada. Esta cor depende da temperatura, pois se caracteriza como uma gordura à temperatura ambiente e rico em ácido láurico. O óleo é muito utilizado para fins alimentícios e na fabricação de margarinas. Ele é usado na indústria cosmética e alimentícia, na fabricação de sabões, detergentes e lubrificantes, entre outras.

Mais informações no endereço: Povoado Ciriaco S/N, CEP 65.000-000, Cidelândia/MA,
Telefone: (99) 3581-5901/5900.

Confira outras informações neste portal, dentro da página da UC

registrado em:
Fim do conteúdo da página