Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Geral > Resex Chapada limpa forma brigada voluntária
Início do conteúdo da página

Resex Chapada limpa forma brigada voluntária

Publicado: Quinta, 04 de Outubro de 2018, 17h08
Interessados terão curso de formação que acontecerá em outrubro.

CARTAZ Brigada Chapada Limpaa
A Resex Chapada Limpa iniciou o processo de mobilização para a formação de brigada voluntária comunitária em três comunidades que compõem a unidade de conservação, além de envolver as associações de moradores. As reuniões dão continuidade às ações de implementação do Plano de Manejo Integrado do Fogo (PMIF) que vem sendo executado na Resex desde 2016. Esta atividade é apoiada pela Coordenação de Incendios Florestais e pelo Serviço de Apoio ao Programa de Voluntariado do ICMBio.

A unidade de conservação é a primeira Reserva Extrativista no Cerrado a trabalhar com MIF no Brasil. A formação da brigada comunitária tem tomado corpo nos últimos três anos de implementação do manejo integrado na Resex, com grande potencial para o envolvimento dos jovens.

O marco de criação da Brigada é o curso de formação de brigadistas, que está previsto para acontecer entre os dias 22 a 26 de outubro. O curso é a contrapartida institucional para o aporte de técnicas e equipamentos necessários no combate e prevenção de incêndios florestais, que já são protagonizados pelas próprias comunidades, aliando saberes tradicionais nos usos do fogo anteriores à criação da Resex.

A Reserva Extrativista Chapada Limpa está localizada no cerrado maranhense do município de Chapadinha, e abrange dezessete povoados com aproximadamente duzentas famílias beneficiárias. Tradicionalmente essas famílias utilizam o fogo para limpeza de roçados, queima dos resíduos sólidos, produção de alimentos e prevenção de incêndios.

Em 2015, 5,3 mil hectares da reserva foram consumidos por incêndios florestais, gerando prejuízos à safra de bacuri e à reserva de áreas, que se encontravam em repouso para uso agrícola, comprometendo a conservação da biodiversidade e a economia das famílias. Desde então, os comunitários vem se organizando em torno do MIF para evitar incêndios semelhantes.

Comunicação ICMBio
(61) 2028-9280
registrado em: ,
Fim do conteúdo da página