Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Geral > Aos 80 anos, Iguaçu inspira novos desafios
Início do conteúdo da página

Aos 80 anos, Iguaçu inspira novos desafios

Publicado: Sexta, 11 de Janeiro de 2019, 11h03
Em visita ao parque no Paraná, novo ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, destaca importância de destravar os investimentos em ecoturismo no Brasil.
80 anos iguacu2
O Parque Nacional do Iguaçu, que é administrado pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), autarquia vinculada ao Ministério do Meio Ambiente, completou 80 anos de criação nesta quinta-feira (10), com direito a parabéns, música e bolo para os servidores e convidados.

A unidade de conservação, que abriga as Cataratas do Iguaçu, é referência na preservação da biodiversidade e no turismo sustentável. Desde 1986, detém o título de Patrimônio Natural da Humanidade concedido pela Unesco. Já as Cataratas são consideradas uma das sete maravilhas naturais do planeta.

O evento contou com a presença do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, do governador do Paraná, Ratinho Júnior, além de outras autoridades locais. O presidente do ICMBio, Adalberto Eberhard, e o chefe do parque, Ivan Baptiston, também estiveram presentes.

Para o ministro Ricardo Salles, o trabalho realizado no Parque Nacional do Iguaçu é um modelo para o Brasil e para o mundo. “Esses 80 anos do parque e os 20 anos da concessão deram esse exemplo para o Brasil, para o mundo, de conservação, de parceria público-privada, de soluções de conservação ambiental advindas do bom sucesso da gestão eficiente”, afirmou o ministro.

O governador Ratinho Junior disse que vai melhorar a infraestrutura para o atendimento dos turistas que visitam Foz do Iguaçu. “Se somos o segundo destino turístico de estrangeiros do país, precisamos ter um aeroporto que receba voo internacional. Precisamos criar um ambiente para atender de forma moderna o nosso turista”, disse ele.
De acordo com Ivan Baptiston, chefe do Parque Nacional do Iguaçu, a unidade de conservação tem feito o seu papel. “Ao mesmo tempo que recebemos com qualidade quase dois milhões de visitantes, também nos orgulhamos muito de estar construindo uma agenda positiva de conservação da natureza. A prova disso é a presença cada vez maior das onças-pintadas, símbolo brasileiro de conservação da biodiversidade, que praticamente dobrou sua população dentro do parque nos últimos dez anos”, destacou.

Após o evento, o ministro Ricardo Salles fez uma visita técnica ao parque, acompanhado de sua equipe, servidores da unidade e do ICMBio e diretores da Cataratas do Iguaçu S.A., empresa que faz a gestão da visitação turística.
O ministro conheceu o projeto de revitalização das Trilhas das Cataratas e ressaltou o zelo demonstrado pelos servidores. Ele convocou a equipe da unidade e do ministério a aprimorar mais ainda a gestão. “Temos que destravar os investimentos para o turismo, temos que incrementar esse turismo, e o aprendizado que eu levo aqui de Foz para implementar no resto do Brasil será muito importante”, concluiu.

SAIBA MAIS
O Parque Nacional do Iguaçu foi criado em 10 de janeiro de 1939, pelo do Decreto-Lei nº 1.035 do então Presidente da República, Getúlio Vargas. Tem área total de 169.695 hectares e abriga um dos mais espetaculares conjuntos de cataratas da Terra, as Cataratas do Iguaçu. É o segundo parque nacional mais visitado do Brasil, depois do da Tijuca (RJ), que abriga o Cristo Redentor.

Localizado no extremo oeste do Paraná, o parque ocupa áreas do Brasil e da Argentina. No território brasileiro, abrange 14 municípios – Foz do Iguaçu, Medianeira, Matelândia, Céu Azul, São Miguel do Iguaçu, Santa Terezinha de Itaipu, Santa Tereza do Oeste, Capitão Leônidas Marques, Capanema e Serranópolis do Iguaçu.

Unidade de conservação de proteção integral, o Parque Nacional do Iguaçu guarda a última mancha de Mata Atlântica ao sul do Brasil e é rico em biodiversidade. No local, já foram registradas 45 espécies de mamíferos, entre eles a onça-pintada, o maior mamífero carnívoro das Américas, 257 de borboletas, 12 de anfíbios, 41 de serpentes 41, 8 de lagartos, 18 de peixes 18 e 200 espécies de aves.

*Com informações do MMA.

Comunicação ICMBio
(61) 2028-9280


registrado em: ,
Fim do conteúdo da página