Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Geral > ICMBio celebra marco de concessão no Parna Pau Brasil
Início do conteúdo da página

ICMBio celebra marco de concessão no Parna Pau Brasil

Publicado: Quinta, 28 de Fevereiro de 2019, 13h56
Evento contou com a participação do Ministro do Meio Ambiente e do presidente do ICMBio


Ramilla Rodrigues
ramilla.rodrigues@icmbio.gov.br


Inauguração da Pedra Fundamental no Parque Nacional do Pau Brasil (Ramilla Rodrigues)
Foto: Ramilla Rodrigues


Na manhã de ontem (27), o Instituto Chico Mendes de Conservação da Conservação (ICMBio) comemorou o lançamento da Pedra Inaugural do Parque Nacional do Pau Brasil, em Porto Seguro (BA). O evento contou com a presença do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles; do presidente do ICMBio, Adalberto Eberhard e diversas autoridades locais.

“Celebramos aqui o redescobrimento sobre a ótica do turismo e da conservação. As Unidades precisam acolher o turista, só dessa maneira as pessoas vão reconhecer a importância dos recursos naturais”, exaltou Salles. O ministro também enfatizou a importância da participação da iniciativa privada na preservação das áreas protegidas. “A participação da iniciativa privada é fundamental pois o Estado brasileiro possui várias outras demandas. Investir no ecoturismo é uma oportunidade de envolvimento do setor privado e que ele traga toda a sua experiência para o setor público”.

A concessionária parceira do Parque Nacional do Pau Brasil é a Hope Recursos Humanos S/A. A empresa já atua no Parque Nacional da Serra dos Órgãos e agora também irá atuar no Parque Nacional do Itatiaia, ambos no Rio de Janeiro.

“Este momento marca definitivamente a presença da concessão aqui no Parque Nacional do Pau Brasil, a nossa expectativa é a melhor e que vamos trazer novas opções de entretenimento, cultura e história para a população local e turistas”, conta o representante da Hope, Bruno Belisário.

A empresa operará no Parque nos serviços de cobrança de ingressos, transporte interno, estacionamento de veículos, lanchonetes, loja de conveniência, espaço do ciclista, centro de visitantes, espaço de campismo, tirolesa e passarelas suspensas. As obras ainda incluem sinalização e iluminação.

Os serviços poderão ser explorados por quinze anos. Nesse período, a empresa terá que fazer investimentos estimados em R$ 7,2 milhões para melhoria da infraestrutura de apoio aos visitantes no parque. Além disso, o edital prevê um repasse de R$ 6,7 milhões para o ICMBio no período do contrato.

Para o chefe do Parque Nacional do Pau Brasil, Fábio Faraco, a concessão será uma oportunidade de melhorar ainda mais a visitação. “Em Porto Seguro, a maior parte do turismo é o de praia. Dotando o parque de melhor infraestrutura e conforto ao visitante, pretendemos nos tornar mais uma opção de turismo.

Concessão não é privatização

É importante ressaltar que a concessão não é o mesmo que privatização. Com as delegações de serviço, as empresas ganham o direito de operar serviços de apoio a visitação por um determinado período de tempo e, em contrapartida, assumem compromisso de fazer investimentos nas unidades. Os serviços de gestão, conservação, proteção e pesquisa continuam sob o controle administrativo e territorial do governo, já que não se trata de privatização. O objetivo é melhora a qualidade dos serviços prestados aos visitantes das unidades de conservação, já que o ICMBio não tem como finalidade gerenciar serviços como hospedagem e alimentação; podendo assim focar esforços na conservação.

A população local também não será prejudicada, pelo contrário, a concessão deve aumentar as ofertas de emprego disponíveis na região. “Os ingressos para a comunidade local terão preços diferenciados e com isso, esperamos que o Parque se consolide como uma opção de lazer e convivência”, esclarece Faraco.
registrado em: ,
Fim do conteúdo da página