Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Geral > Filhote de peixe-boi é resgatado na Flona de Caxiuanã
Início do conteúdo da página

Filhote de peixe-boi é resgatado na Flona de Caxiuanã

Publicado: Segunda, 20 de Maio de 2019, 16h55
Animal foi chamado de Itaperúzinho, em homenagem à comunidade onde foi encontrado

Itaperúzinho vai ser reabilitado em Santarém e depois devolvido à natureza (Acervo ICMBio
Itaperúzinho vai ser reabilitado em Santarém e depois devolvido à natureza (Foto: Acervo ICMBio)

Servidores da Floresta Nacional de Caxiuanã (PA) resgataram um filhote de peixe-boi-da-Amazônia (Trichechus inunguis). O animal é um macho de aproximadamente um mês de idade, pesa seis kg e foi batizado de Itaperúzinho, em homenagem à comunidade ribeirinha onde foi encontrado.

O peixe-boi foi encontrado pelos moradores da comunidade Itaperú, no Rio Anapú, no dia 7 de maio se debatendo às margens do rio, e, segundo os moradores, não estava junto da mãe. Os moradores resgataram o animal e entraram em contato com a chefia da Flona de Caxiuanã. Foi acionado então um plano de resgate do mamífero, pois, devido ao pouco tempo de idade e ferimentos relatados pelos moradores, havia risco de morte.

Itaperúzinho foi colocado num tanque improvisado e transportado até o munícipio de Portel. Em seguida, com apoio da Coordenação Regional do ICMBio em Belém (CR4) que prontamente disponibilizou um veterinário especializado para prestar as orientações sobre os cuidados preliminares a serem adotados e alimentação adequada para o filhotinho.

Em seguida, o mamífero foi transportado para Belém e posteriormente para Santarém, onde existe um centro de reabilitação e reintrodução da espécie à natureza.

Este é o segundo resgate de peixe-boi da Amazônia na Flona de Caxiuanã. Em 2016, foi resgatada na Vila do Brabo, na comunidade Santo Antônio, uma fêmea chamada Kaluanã. Ela também recebeu os cuidados iniciais da equipe da Flona e posteriormente foi auxiliada pelo Grupo de Mamíferos Aquáticos da Amazônia (GEMAM) e veterinários do grupo Bioma, pertencente à Universidade Federal do Pará (UFPA). Depois, Kaluanã foi transferida para o zoológico da UNAMA, em Santarém, para receber os cuidados necessários para sua reabilitação e posterior devolução a seu habitat natural.

 


Comunicação ICMBio
(61) 2028-9280
registrado em: ,
Fim do conteúdo da página