Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Geral > Serra dos Órgãos debate conservação de espécie ameaçada
Início do conteúdo da página

Serra dos Órgãos debate conservação de espécie ameaçada

Publicado: Quarta, 15 de Julho de 2015, 15h49

Espécie que esteve em debate foi o Sagui-da-Serra-Escuro

Espécie que esteve em debate foi o Sagui-da-Serra-Escuro

© Todos os direitos reservados. Foto: Christoph Knogge

Brasília (15/07/2015) - O Parque Nacional da Serra dos Órgãos – unidade de conservação administrada pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) localizado no Rio de Janeiro - realizou uma oficina para debater estratégias de conservação do Sagui-da-Serra-Escuro (Callithrix aurita) - primata endêmico das regiões serranas do estado do Rio de Janeiro e parte dos estados de São Paulo e Minas Gerais.

Ao todo estiveram presentes na oficina 57 pessoas, entre servidores e terceirizados do Parque, pesquisadores, estudantes, representantes do Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Primatas Brasileiros (CPB/ICMBio) – também administrado pelo ICMBio, UCs do Mosaico da Mata Atlântica Central Fluminense, e representantes do Ibama, do Centro de Primatologia do Rio de Janeiro/INEA e da Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Guapimirim.

Atualmente o sagui-da-serra-escuro (Callithrix aurita) se encontra classificado como "Em perigo" na Lista Nacional Oficial de Espécies da Fauna Ameaçadas de Extinção, e está incluída nas ações do Plano de Ação para a Conservação dos Mamíferos da Mata Atlântica Central (PAN Mamac).

A espécie vem sendo estudada no parque há dez anos e, desde 2014, a UC vem se envolvendo diretamente nas pesquisas, promovidas a partir de um projeto executado em parceria com a Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ).

A espécie foi encontrada em apenas duas das dez trilhas inventariadas nos quatro municípios que abrangem o parque, ambas localizadas no município de Petrópolis, tendo sido localizados poucos indivíduos.

Uma das principais ameaças à conservação da espécie é a invasão de seu habitat por outras espécies de saguis, como o sagui-do-tufo-branco (Callithrix jacchus) e o sagui-do-tufo-preto (Callithrix penicillata), originários da caatinga e do cerrado, respectivamente.

A pesquisa já registrou a ocorrência de híbridos entre a espécie nativa e as espécies invasoras e grupos mistos da espécie ameaçada com as espécies invasoras no interior e no entorno da UC.

De acordo com a pesquisadora Nathalia Detogne Nunes, que defendeu recentemente a dissertação "O sagui-da-serra-escuro (Callithrix aurita) e os saguis invasores no Parque Nacional da Serra dos Órgãos, RJ, Brasil: distribuição espacial e estratégias de conservação", a situação do Callithrix aurita no parque é grave e sua conservação depende de ações urgentes de manejo.

© Todos os direitos reservados. Foto: Bruno Nepomuceno

Recentemente, foi aprovado no edital PIBIC/ICMBio 2015/2016 um projeto de iniciação científica atrelado a este projeto. A estudante de biologia Camilla Hartmann deverá estudar o comportamento dos saguis nativos e invasores no local onde ocorrem conjuntamente na mesma área geográfica, com o objetivo de avaliar como ocorre a interação entre as espécies, sob orientação da analista ambiental Cecilia Cronemberger.

Como resultado da oficina, foram definidos três grupos de trabalho que elaborarão propostas de ação em frentes distintas: pesquisa e manejo; educação ambiental; e fiscalização. Os grupos de trabalho devem apresentar suas propostas em setembro e o conjunto de propostas formará o plano de conservação da espécie no Parque Nacional da Serra dos Órgãos.

Para a analista ambiental Renata Bocorny de Azevedo, do CPB/ICMBio esta é uma oportunidade muito importante para debater e buscar soluções para um problema gravíssimo e que ocorre em várias unidades de conservação. "Além de colocar em prática algumas das ações do Plano de Ação Nacional para a Conservação dos Mamíferos da Mata Atlântica Central", reforça Azevedo.

Saiba sobre o histórico das listas oficiais de Espécies Ameaçadas de Extinção em:

http://www.mma.gov.br/biodiversidade/especies-ameacadas-de-extincao/atualizacao-das-listas-de-especies-ameacadas

http://www.mma.gov.br/biodiversidade/especies-ameacadas-de-extincao/fauna-ameacada

Comunicação ICMBio
(61) 2028-9280

 

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página