Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Geral > Inaugurada nova sede dos Lençóis Maranhenses
Início do conteúdo da página

Situação é mais preocupante em quatro unidades

Publicado: Quinta, 14 de Setembro de 2017, 11h08
Brigadistas, bombeiros, voluntários e outros parceiros do ICMBio atuavam nesta quinta  nos Parques nacionais da Chapada dos Guimarães (MT), Serra da Canastra (MG), Araguaia (GO) e Campos Ferruginosos (PA) 

Parque Nacional dos Campos Feruginosos (Foto: Acervo ICMBio)

Ramilla Rodrigues
ramilla.rodrigues@icmbio.gov.br

Brasília (14/09/2017) - Nesta quinta-feira (14), brigadistas, bombeiros e outros parceiros do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) atuavam para conter o fogo, entre outras, nas unidades de conservação listadas abaixo, cuja situação era considerada mais preocupante.

1. Parque Nacional da Chapada dos Guimarães (Mato Grosso)

O incêndio começou no feriado do dia 7 de setembro numa área de morros, portanto, de difícil acesso. Atualmente, 45 brigadistas do ICMBio e Ibama estão envolvidos na operação com apoio de air tractor (avião que lança água sob as chamas). Por medidas de segurança, a Trilha das Cachoeiras foi fechada para os visitantes. Até agora, a estimativa de área queimada é de 2.674 hectares. O Parque Nacional da Chapada dos Guimarães se situa entre a Chapada dos Guimarães e a capital do Mato Grosso, Cuiabá. São 32.630 hectares de bioma cerrado.

2. Parque Nacional da Serra da Canastra (Minas)

Desde o dia 11 de setembro, 42 pessoas estão mobilizadas no combate ao incêndio na área centro-norte da unidade (Chapadão da Canastra). Surgiu outro foco, na região centro-leste. Estão sendo utilizados um helicóptero e 2 air tractors. A equipe está refazendo as estratégias e deve contar, nos próximos dias, com um reforço de 10 profissionais no efetivo. A área atingida por fogo em 2017 é de aproximadamente 32 mil hectares.
O Parque Nacional da Serra da Canastra foi criado em 1972 e se situa no sudoeste de Minas Gerais. A área do Parque abrange 197.971 hectares de cerrado.

3. Parque Nacional do Araguaia (Goiás)

Os incêndios se concentram na região da Mata do Mamão, o combate se concentra na zona norte deste local. Outros sete focos estão em áreas de campo. Ao todo, são 29 pessoas mobilizadas, entre brigadistas do ICMBio e do Ibama, com apoio de um helicóptero. As condições climáticas não favorecem o combate. A área atingida por fogo em 2017 é de 213.412 hectares. O Parque Nacional do Araguaia foi criado em 1959, durante o governo JK. É uma área de cerrado com 555.517 hectares abrangendo os municípios de Pium e Lagoa da Confusão, no Tocantins.

4. Parque Nacional dos Campos Ferruginosos (Pará)

Atualmente, há o combate de um foco no oeste do parque, próximo à Floresta Nacional de Carajás, mobilizando cerca de 50 pessoas. A estimativa de área atingida acumulada em 2017 é de 2.120 hectares. O ICMBio combate o fogo na unidade juntamente com o Exército e Corpo de Bombeiros militares e civis (estes últimos cedidos por um acordo com a Vale, que atua na região). Aproximadamente 70 pessoas já passaram pela unidade para conter as chamas. O Parque Nacional dos Campos Ferruginosos é uma unidade criada em 2017 e se localiza nos municípios de Parauapebas e Canaã dos Carajás, no Pará. São 79.029 hectares de bioma amazônico.

Comunicação ICMBio
(61) 2028-9280
registrado em: ,
Fim do conteúdo da página