Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Geral > Seminário de Boas Práticas abre inscrições para o público
Início do conteúdo da página

Evento destaca papel da capacitação na gestão de UCs

Publicado: Quinta, 23 de Novembro de 2017, 15h41
Aplicativos que auxiliam na visitação e na capacitação de servidores e comunitários e outras ferramentas serão apresentados durante Seminário de Boas Práticas


Resumos03

Na próxima segunda-feira, dia 27 de novembro, começa o III Seminário de Boas Práticas na Gestão de Unidades de Conservação e I Fórum Internacional de Parcerias na Gestão de Unidades de Conservação em Brasília (DF).

46 boas práticas realizadas em unidades de conservação federais e estaduais foram selecionadas e serão apresentadas durante o evento. O objetivo é a troca de experiências bem sucedidas na gestão de unidades de conservação (UC) com potencial de replicação.

As experiências estão distribuídas por todo território nacional e contemplam diferentes temas. Hoje apresentamos resumos de algumas práticas que abordam temas como a capacitação de servidores, desenvolvimento de ferramentas e fundos de apoio às unidades de conservação.

Mais informações sobre o evento aqui

Veja também: Práticas sobre participação social

Veja também: Práticas sobre produção sustentável



Luciana Alvarenga
Núcleo de Divulgação Científica do Museu da Vida/ Casa de Oswaldo Cruz/Fundação Oswaldo Cruz/RJ
Outubro de 2016

Divulgação científica da biodiversidade, dos serviços ambientais e dos processos ecológicos em unidades de conservação de proteção integral

Realizada nos Parques Nacionais da Chapada dos Guimarães, do Pantanal Matogrossense, das Emas, da Serra da Bodoquena, da Chapada da Diamantina, da Serra das Lontras, do Pau Brasil, do Descobrimento, de Itatiaia, da Serra dos Órgãos, da Restinga de Jurubatiba, das Sempre Vivas e de Boa Nova, as Estações Ecológicas de Taiamã, da Serra das Araras, do Refúgio da Vida Silvestre de Boa Nova e de Uma, a Prática contou com a participação da FIOCRUZ, TV Brasil/EBC, UERJ, UEL, UNICAMP, UFES, INMA, JBRJ, UESC, entre outras. Com o objetivo de fomentar as UCs federais para diferentes segmentos da população brasileira; documentar através do audiovisual, da fotografia e da produção de textos, destacando as características naturais e culturais dessas áreas protegidas; produzir conteúdo e imagens para séries de TV; produzir conteúdo para a internet.

Paulo Eduardo Pereira Faria
Coordenação Geral de Uso Público e Negócios/DF
Agosto de 2011

Institucionalização dos processos de capacitação em uso público: interpretação ambiental e planejamento e manejo de trilhas

Realizada na Acadebio, e nos Parques Nacionais do Caparaó e Itatiaia, a Prática contou com a participação do Serviço Florestal dos Estados Unidos, Universidade do Colorado, International Mountain Bicycling Association, National Association for Interpretation, voluntários e associações de condutores de visitantes em diversas unidades de conservação onde eventos de capacitação foram executados. Com o objetivo de planejar e manejar trilhas terrestres, com foco em estabelecimento de métodos e fluxos institucionais, análises técnicas, elaboração de projetos específicos, capacidade de execução de ações de manejo, coordenação de equipes de execução, planejamento e execução de eventos de capacitação para multiplicação das práticas para servidores do ICMBio e parceiros, como voluntários e prestadores de serviços; interpretação ambiental, focado em estabelecimento de métodos e fluxos institucionais, planejamento e execução de eventos de capacitação para servidores do ICMBio e cursos específicos para condutores de visitantes, elaboração de planos interpretativos para UC, desenvolvimento de produtos interpretativos, como trilhas, vídeos e materiais de apoio, análises técnicas e elaboração de projetos específicos.

Carla Michelle Lessa e Thiago Juruá Damo Ranzi
CGTER/DF
Junho de 2017

Curso e Força-tarefa de Demarcação da Reserva Extrativista do Cazumbá-Iracema – uma experiência de capacitação em serviço na área de georreferenciamento de imóvel rural

Realizada na Reserva Extrativista do Cazumbá-Iracema, a Prática contou com a participação de (Associação dos Seringueiros do Seringal Cazumbá - Associação Mãe da UC, INCRA, Secretaria de Meio Ambiente do Estado do Acre, FUNAI, Programa ARPA e PNUD BRA-08/023). Com o objetivo de identificar, treinar e capacitar servidores do ICMBio e de instituições parceiras para atuarem como especialistas em georreferenciamento de imóveis, podendo atuar como fiscais nos contratos de demarcação de UC e ou de imóveis sobrepostos; orientar esses profissionais para atuarem como membros de equipes para planejamento e/ou execução direta do georreferenciamento em unidades que possuam demanda prioritária/emergencial de demarcação.

Huéferson Falcão dos Santos
Floresta Nacional de Tefé/PA
Abril de 2011

Elaboração e execução do projeto político pedagógico da Floresta Nacional de Tefé

Realizada na Floresta Nacional de Tefé, a Prática contou com a participação de diversos atores sociais (Universidade do Estado do Amazonas, Núcleo de Estudos em Geografia e Ambiente, Associação de Produtores Agroextrativistas da Flona de Tefé e Entorno, Grupo de jovens protagonistas, Grupo das mulheres da Flona, Secretarias municipais de Educação de Tefé e de Alvarães, Instituto de desenvolvimento Sustentável Mamirauá, Centro de Mídia Independente, Instituto Federal do Amazonas/Campus Tefé, Associação cinematográfica Fogo Consumidor, SEBRAE Tefé e ICMBio). Com o objetivo de estruturar as ações de educação ambiental, no âmbito formal e informal, da unidade.

Nicholas Kaminski
Parque Nacional da Serra da Bodoquena/MS
Junho de 2016

Projeto Canaã - Capacitação dos moradores do Assentamento Canaã, no entorno do Parque Nacional da Serra da Bodoquena para o turismo de base comunitária, implantação de métodos alternativos de produção e educação para conservação

Realizada no Parque Nacional da Serra da Bodoquena, a Prática contou com a participação da Prefeitura Municipal de Bodoquena, Agência Nacional de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural de Mato Grosso do Sul. Com o objetivo de capacitar a comunidade para o turismo de base comunitária, por meio de oficinas de capacitação; implementar método alternativo de produção (sistema agroflorestal), por meio de capacitações e implantações dos sistemas com os moradores para plantio de mudas de espécies arbóreas nativas e de plantas de espécies agrícolas, visando a produção e a recuperação florestal; otimizar o uso da terra, conciliando a produção florestal com a produção de alimentos, conservando o solo e diminuindo a pressão pelo uso da terra para produção agrícola; educação ambiental voltado para a conservação e observação de aves realizado com as crianças e jovens que residem no Assentamento Canaã.

Patrícia Fernandes Barbosa
Departamento de Educação Ambiental da Secretaria de Articulação Institucional e Cidadania Ambiental do Ministério do Meio Ambiente/DF
Julho de 2016

Projeto político pedagógico de educação ambiental em unidades de conservação

Realizada na Área de Proteção Ambiental do Planalto Central, Parque Nacional de Brasília, Reserva Biológica de Contagem, Reserva de Desenvolvimento Sustentável Itatupã-Baquiá e Floresta Nacional de Tefé, a Prática contou com a participação de diversos atores sociais (PPP/DF, SEMA, IBRAM, EMBRAPA, CAESB, ADASA, ASPROESTE, ICMBIO, MMA, EMATER, ASCAR, EMBRAPA Cerrados, SEAGRI, Representante da Comunidade da Serrinha do Paranoá, IFB, IFG, UnB, IBAMA, Administração da RA Lago Norte, Reserva da Biosfera, Secretaria de Educação do DF, SLU, AGEFIS, dentre outros). Com o objetivo de compreender o território no qual as unidades de conservação estão inseridas e juntos construir com o melhor caminho para mapear/propor ações que orientem a atuação dos vários atores e instituições com base em uma visão comum.

Raquel da Silva Lopes
Reserva Extrativista Rio Xingu/PA
Dezembro de 2015

Projeto de Formação de Professores - Magistério Extrativista da Terra do Meio

Realizada nas Reservas Extrativistas Rio Xingu, Rio Iriri, e Riozinho do Anfrísio, a Prática contou com a participação da Associação de Moradores e Conselhos Gestores das Três UC envolvidas, Universidade Federal do Pará/Campus de Altamira, Escola de Aplicação da Universidade Federal do Pará, Secretaria Municipal de Educação de Altamira, Secretaria Municipal de Saúde de Altamira, Instituto SocioAmbiental, Fundação Viver, Produzir e Preservar. Com o objetivo de elevar a escolaridade de jovens moradores da UC da Terra do Meio; habilitar professores extrativistas para atuar nas escolas das RESEX; construir, a partir do curso, um sistema diferenciado de ensino para as escolas das RESEX, através da elaboração de propostas curriculares, materiais didáticos, sistemas de avaliação e calendários escolares adequados às necessidades e aos interesses das comunidades.

Serena Turbay dos Reis
Coordenação Geral de Uso Público e Negócios (CGEUP/ICMBio)
Novembro de 2015

A capacitação de condutores de visitantes em Interpretação Ambiental como estratégia de aproximação entre a comunidade local e a gestão das Unidades de Conservação

Realizada na Floresta Nacional do Tapajós e nos Parques Nacionais de Anavilhanas, Cavernas do Peruaçu e Marinho dos Abrolhos, a Prática contou com a participação de diversos atores sociais (Serviço Florestal dos Estados Unidos, Cooperativa Mista da Flona do Tapajós, Associação dos Agentes Ambientais do Vale do Peruaçu, Associação dos Transportes Turísticos de Novo Airão, Associação Novo Airãoense de Turismo). Com o objetivo de melhorar o diálogo com os parceiros locais, aproximando-os da gestão da UC, qualificando os serviços prestados pelos condutores de visitantes, estimulando o sentimento de pertencimento e sensibilizar os parceiros locais para seu papel no alcance dos objetivos de gestão.

Serena Turbay dos Reis
Coordenação Geral de Uso Público e Negócios (CGEUP/ICMBio)
Maio de 2014 a Outubro de 2017

A elaboração de planos interpretativos como estratégia de qualificação das ações de sensibilização para a conservação

Realizada na Floresta Nacional do Tapajós e nos Parques Nacionais de Anavilhanas, Chapada dos Veadeiros e Marinho dos Abrolhos, a Prática contou com a participação de diversos atores sociais (Serviço Florestal dos Estados Unidos, Conselho Gestor das UC, Cooperativa Mista da Flona do Tapajós, Beloalter Hotel,Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Turismo de Santarém/PA, Escola da Floresta - SEMED/Alter do Chão/Santarém/PA, Associação Novo Airãoense de Turismo, Universidade Estadual do Amazonas, Universidade de Brasília, Coletivo Oyá, Conservação International, dentre outros). Com objetivos de identificar, organizar e priorizar os assuntos-chave a serem trabalhados por meio da Interpretação Ambiental; planejar as estratégias de comunicação voltadas à sensibilização para diferentes públicos, de maneira integrada e harmônica, de forma a evitar tanto lacunas como a duplicidade de esforços; orientar ações de aprimoramento da qualidade da experiência de visitação; sensibilizar os diferentes atores para a importância da UC para a conservação e do papel de cada público para o alcance dos objetivos de gestão; melhorar a comunicação das unidades de conservação com os diferentes públicos envolvidos com a gestão.

Silvia Jussara Duarte
Parque Estadual do Pico do Itambé/MG
Dezembro de 2013

Termo de cooperação técnica entre Prefeitura e Parque Estadual do Pico do Itambé: aplicando parte do recurso do ICMS Ecológico na Unidade

Realizada no Parque Estadual do Pico do Itambé, a Prática contou com a participação de diversos atores sociais (Conselho Consultivo do Parque, Câmara Municipal de Santo Antônio do Itambé e Prefeitura de Santo Antônio do Itambé). Com o objetivo de realizar atividades em regime de integração e cooperação mútua, além do estabelecimento de regras e condições de cooperação técnica e a gestão compartilhada dos recursos florestais e socioambiental nas ações do Parque.

Adriano Melo
Coordenação Regional 7/RJ
2015

Áreas Protegidas para Prosperar: fomento ao turismo sustentável no extremo sul da Bahia

Realizada nos Parques Nacionais do Pau Brasil, do Monte Pascoal, do Descobrimento e dos Abrolhos, a Prática contou com a participação do ICMBio, RPPN Estação Veracel, RPPN Rio do Brasil, CI-Brasil, Associação Despertar Trancoso, Movimento Arte Manha. Com o objetivo de fomentar o turismo sustentável nas unidades de conservação federais do extremo sul da Bahia, como estratégia de desenvolvimento territorial integrado.

Ernesto Bastos Viveiros de Castro
Parque Nacional da Tijuca/RJ
Maio de 1999

Amigos do Parque: parceria para engajar a sociedade na conservação do Parque Nacional da Tijuca

Realizada no Parque Nacional da Tijuca, a Prática contou com a participação da Associação dos Amigos do Parque Nacional da Tijuca (Amigos do Parque). Com o objetivo de contribuir para a defesa, preservação, conservação e aprimoramento do patrimônio físico, natural, biótico, arqueológico, cultural, esportivo e recreativo do Parque Nacional da Tijuca e seu entorno, nele incluído o Parque Lage e suas dependências, bem como do seu patrimônio histórico, paisagístico, artístico e científico, considerando a defesa, preservação e conservação do meio ambiente, além da promoção de atividades culturais.

José Ulisses Santos
Área de Proteção Ambiental da Costa dos Corais/PE
Março de 2011

Fundo de Perpetuidade Toyota Área de Proteção Ambiental da Costa dos Corais

Realizada na Área de Proteção Ambiental da Costa dos Corais, a Prática contou com a participação da Fundação Toyota do Brasil, Fundação SOS Mata Atlântica e CR-6. Com o objetivo de apoiar a implementação da APA Costa dos Corais através da criação de um fundo de perpetuidade.

Márcia Hirota
Fundação SOS Mata Atlântica/SP
2007

Fundos de apoio às unidades de conservação Marinhas e Mata Atlântica

Realizada nas Reservas Biológicas Atol das Rocas e Arvoredo, nas Áreas de Proteção Ambiental Cairuçu, Costa dos Corais e Guapimirim, na Estação Ecológica da Guanabara, no Refúgio de Vida Silvestre de Alcatrazes, nos Parques Nacionais da Tijuca, Serra da Bodoquena, Serra da Bocaina e Itatiaia, a Prática contou com a participação da Fundação Toyota do Brasil, Brazilian Luxury Travel Association e Amigos do Parque Nacional da Tijuca, além de doadores. Com o objetivo de contribuir para implementar unidades de conservação, demonstrando novos arranjos de parceria e financiamento.

Comunicação ICMBio
(61) 2028-9280
registrado em: ,
Fim do conteúdo da página