Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Geral > Parque Nacional das Emas completa 57 anos
Início do conteúdo da página

Parque Nacional das Emas completa 57 anos

Publicado: Quinta, 11 de Janeiro de 2018, 12h52
Localizada no estado do Goiás, unidade protege diversas espécies da flora e fauna do cerrado brasileiro.
parqueemassHoje o Parque Nacional das Emas comemora 57 anos. Criado em 11 de janeiro de 1961, preserva uma grande área do cerrado brasileiro, de grande importância para a conservação de diversas espécies da flora e fauna. Segundo o chefe da unidade Marcos da Silva Cunha, um dos destaques para esses 57 anos é o início das atividades do Programa do voluntariado no Parque. A participação da sociedade tem ajudado a melhorar o local para que o visitante usufrua mais da unidade.

“O Programa do voluntariado proporciona oportunidades e experiências para as pessoas contribuírem em diversas atividades internas da unidade, além de poder usufruir de um local em que a preservação ambiental convive com as atividades de uso público, visitação e educação ambiental”, ressalta Marcos. Nestes dois meses de atividades, o Parque já contou com a participação de 10 voluntários, e já foram realizadas diversas atividades.

Segundo Marcos, os voluntários fizeram uma avaliação das áreas queimadas por incêndio natural, que são originadas por raios e ocorrem no período chuvoso. Eles mapearam essas áreas e avaliaram a resposta natural da fauna e flora ao regime de fogo natural. O objetivo é fornecer informações que subsidiem a gestão da unidade de conservação a tomar decisões quanto à necessidade de revisão do atual plano de manejo do fogo.

Os voluntários também participam de pesquisa de manejo de fauna, com o apoio à instalação de câmeras automáticas de filmagem e fotografia que registram os animais no interior do Parque. Além disso, as trilhas foram percorridas de bicicleta pelos voluntários a fim de complementar o monitoramento. “Com essas atividades está sendo possível obter importantes informações sobre a fauna local. Os primeiros levantamentos já registraram espécies de enorme relevância ecológica como o tatu canastra, onça parda, jaguatirica, bandos de queixadas”, afirma o chefe do Parque.

Neste ano, a unidade pretende plantar mais de 20.000 mudas de árvores nativas, com a ajuda dos voluntários. O plantio de mudas nativas dará continuidade ao cordão verde que delimita o Parque Nacional das Emas. Desde 2012, já foram plantadas mais de 100.000 mudas nas bordas, e outras 40.000 mudas nas áreas próximas às nascentes dos rios Araguaia e Taquari. A unidade também revitalizou a sinalização com a recuperação de placas, além de novo projeto de sinalização para as estradas internas seguindo as normas do ICMBio, além de placas específicas para as principais trilhas.

parqueema1sSobre o Parque – Localizado no estado de Goiás, é uma unidade de conservação, administrada pelo ICMBio, que apresenta as diversas formas de cerrado como os campos limpos, campos sujos, veredas e matas ciliares. Além de paisagem característica, a observação de animais típicos do cerrado como tamanduá-bandeira, cachorro-do-mato, ema, anta, veados e outros, são algumas das atrações para os visitantes. Durante o passeio, é interessante descer do carro e andar a pé para observar os bichos de grande ou pequeno portes, os cupinzeiros espalhados por todo o parque, bem como inúmeras espécies de flores.

O Parque Nacional das Emas está situado em um dos extremos da Serra dos Caiapós e apresenta uma topografia plana com predominância de chapadões. A parte mais elevada chega a ter cerca de 800 metros de altitude. O período de seca no Parque das Emas se estende de junho até setembro. Entre dezembro e março, as chuvas são mais frequentes. A partir de setembro é comum a existência de raios, muitas vezes causadores de incêndios, que às vezes dissipam-se com a própria chuva. Para evitar que esse fenômeno natural que integra o ciclo do cerrado adquira proporções catastróficas, o parque é subdividido em várias áreas de acordo com as faixas de vegetação, cada uma com largura que varia de 25 a 100 metros.

Comunicação ICMBio
(61) 2028-9280
registrado em: ,
Fim do conteúdo da página