Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Geral > Conheça o Time do Bioma da Mata Atlântica
Início do conteúdo da página

Conheça o Time do Bioma da Mata Atlântica

Publicado: Quarta, 13 de Junho de 2018, 16h27
Este é um bioma presente em 17 estados brasileiros, especialmente no nosso litoral.

faixa
O time Mata Atlântica já foi o maior do Brasil, mas com a crescente degradação, a equipe busca se recompor especialmente com base no peso da camisa. Este é um bioma presente em 17 estados brasileiros, especialmente no nosso litoral. A Mata Atlântica tem resistido às constantes agressões desde as primeiras habitações no Brasil, mas ultimamente tem dado um chocolate no seu principal adversário, o desmatamento.

TimeMataAtlantica Foto Mehgan MurphyvA Mata Atlântica tem várias figurinhas carimbadas, como o espinhoso béqui Ouriço-preto e murucututu com sua cara de mau como cabeça-de-área. A preguiça-de-coleira já foi muito contestada por sua atuação um pouco mais lenta que o futebol moderno pede, mas ainda ostenta com louvor a camisa 10 da Mata Atlântica.

Escalação: Muriqui-do-sul; Rato-do-cacau, Ouriço-preto, Mutum-do-sudeste e Murucututu; Surubim-do-paraíba, Beija-flor-de-costas-violetas, Vagalume e Preguiça-de-coleira; Mico-leão-dourado e Jaguarundi

O Capitão – Mico-leão-dourado.

O capitão da Mata Atlântica é o carismático e popular mico-leão-dourado que faz sucesso, inclusive, com as torcidas dos outros biomas. A espécie se encontra atualmente em perigo de extinção e é encontrada apenas em alguns fragmentos da Mata Atlântica, principalmente em reservas biológicas protegidas pelo ICMBio. Aos poucos, o número de indivíduos dessa espécie vem aumentando, mas ainda sofre com a perda do habitat, da expansão urbana e pelo contato com outros primatas invasores.

Um de seus principais pontos de concentração é a Reserva Biológica Poço das Antas, um resquício da Mata Atlântica onde o mico-leão-dourado dispõe de uma ampla variedade de plantas e insetos para se deliciar. Eles são bem versáteis na alimentação, consumindo até as sementes, por isso também é considerado um dispersor, assim, tendo um papel decisivo na regeneração florestal.

Leia: ICMBio embarca no torneio e lança Copa dos Bichos

Comunicação ICMBio
(61) 2028-9280
registrado em: ,
Fim do conteúdo da página