Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Geral > Corais é tema de exposição no Museu do RJ
Início do conteúdo da página

Corais é tema de exposição no Museu do RJ

Publicado: Quarta, 13 de Junho de 2018, 17h29
Plano de Ação Nacional para a Conservação dos Ambientes Coralíneos (PAN Corais) está retratado na exposição, que é organizada pelo Projeto Coral Vivo.
coral vivo museu nacional mapa fotografia rogerio von kruger 030v
No dia 06 de junho de 2018 foi inaugurada, no Museu Nacional do Rio de Janeiro, a “Expedição Coral 1865-2018”, que tem como principal pano de fundo o Plano de Ação Nacional para a Conservação dos Ambientes Coralíneos (PAN Corais), coordenado pelo ICMBio. Organizada pelo Projeto Coral Vivo, a exposição faz parte das comemorações do aniversário do primeiro museu e casa de ciência do Brasil, que em 2018 completa 200 anos.

A exposição convida o visitante a fazer uma viagem no tempo, iniciando em 1865, quando o naturalista canadense Chales Hartt realizou os primeiros estudos sobre os recifes de coral da costa brasileira, até o ano de 2018, trazendo informações sobre o estado atual de conservação dos ambientes coralíneos. Utilizando um rico acervo de exemplares da fauna, atividades interativas e instalações artísticas, a mostra apresenta as espécies ameaçadas e as áreas foco do PAN Corais, além das diversas ações e projetos conservacionistas desenvolvidos para a proteção desse ambiente.

A curadoria da exposição foi dos professores da Universidade Federal do Rio de Janeiro e coordenadores do Projeto Coral Vivo, Débora Pires e Clovis Castro, que é também coordenador executivo do PAN Corais. A coordenadora do PAN Corais e do Centro Nacional de Pesquisa e Conservação da Biodiversidade Marinha do Sudeste e Sul (CEPSUL), Roberta Santos, e a coordenadora de Identificação e Planejamento de Ações para Conservação (COPAN), Caren Dalmolin, também participaram da inauguração. A mostra “Expedição Coral 1865-2018” ficará exposta por um ano no Museu Nacional do Rio de Janeiro, na Quinta da Boa Vista, Rio de Janeiro.

Sobre o PAN Corais

O Plano de Ação Nacional para a Conservação dos Ambientes Coralíneos – PAN Corais, aprovado pela Portaria ICMBio nº 19/2016, contempla 52 espécies ameaçadas de extinção segundo a Lista Nacional de Espécies da Fauna Brasileira Ameaçadas de Extinção (Portaria MMA nº 445/2014), sendo 37 peixes e 15 invertebrados aquáticos, além de outras 11 espécies não ameaçadas consideradas beneficiadas pelas estratégias de conservação previstas no PAN. 

Com foco em 18 áreas estratégicas distribuídas ao longo do litoral brasileiro, o PAN Corais tem como objetivo geral melhorar o estado de conservação dos ambientes coralíneos por meio da redução dos impactos antrópicos, ampliação da proteção e do conhecimento, com a promoção do uso sustentável e da justiça socioambiental.

O PAN Corais é coordenado pelo Centro Nacional de Pesquisa e Conservação da Biodiversidade Marinha do Sudeste e Sul (ICMBio/CEPSUL) e conta com a coordenação executiva do Coral Vivo, projeto desenvolvido em parceria pelo Instituto Coral Vivo, o Museu Nacional da Universidade Federal do Rio de Janeiro, a Associação Amigos do Museu Nacional, além de outras instituições de pesquisa e ensino.
Para saber mais sobre o PAN Corais, acesse:

Conheça o PAN Corais 

Visite a exposição, que ficará um ano no Museo Nacional do Rio de Janeiro, localizado na Quinta da Boa Vista, Rio de Janeiro.

Comunicação ICMBio
(61) 2028-9280
registrado em: ,
Fim do conteúdo da página