Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Dia do Pampa: bioma tem importância mundial
Início do conteúdo da página

Parna do Caparaó poderá ter novas trilhas

Publicado: Quinta, 14 de Junho de 2018, 16h56
Evento em comemoração à Semana do Meio Ambiente contou também com entrega de cheques do Programa Reflorestar para os produtores da região.
fred
No último sábado (9), em comemoração à semana do Meio Ambiente, a Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Seama) realizou várias atividades no interior do município de Iúna, Patrimônio de São João do Príncipe. A ação proporcionou a entrega dos cheques do Programa Reflorestar para os produtores da região do Caparaó e também uma discussão sobre a abertura do Parque do Caparaó para trilhas no Espírito Santo. O evento contou com atividades como passeio ciclístico e plantio de mudas.

Após a entrega dos cheques, foi realizada uma mesa-redonda para discutir sobre a abertura do Parque do Caparaó para trilhas no Espírito Santo. O debate contou com a presença de representantes da comunidade de São João do Príncipe, do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Secretarias de Estado de Meio Ambiente e Turismo e a prefeitura de Iúna.

Para o Coordenador Regional da CR 11 do ICMBio, Frederico Drumond, que participou do evento, um dos principais objetivos dos parques nacionais é integrar o ser humano à natureza sendo muito importante fortalecer as comunidades do entorno para que possam se empoderar e protagonizar o turismo ecológico na região para que tenha sustentabilidade ambiental e social. “Novas trilhas para Parque Nacional do Caparaó serão sempre vindas desde que possamos garantir a proteção ambiental, a segurança e a participação da comunidade vizinha no processo”, afirmou.
Passeio ciclístico
Ficou combinado que a Prefeitura Municipal de Iúna fará um projeto para abertura de trilhas e atrativos para o Parque Nacional do Caparaó. O projeto será submetido ao ICMBio para análise à luz do Plano de Manejo da UC e, se for aprovado, contará com o apoio do Governo do Estado do Espírito Santo para a implantação.

Recuperação da cobertura florestal
A caminhada reuniu grupos de ciclistas de Iúna e da comunidade do entorno, além das autoridades estaduais e locais. Logo após, os produtores receberam os cheques relativos ao projeto Reflorestar. O programa tem como foco a recuperação da cobertura florestal, promovendo a agricultura sustentável, a otimização do uso do solo e a preservação das nascentes, com geração de renda aos produtores rurais.
 
Até o final de 2018, serão 3,8 mil contratos de Pagamentos de Serviços Ambientais (PSA) do Reflorestar, o que permitirá o plantio de florestas em mais de 7,5 mil hectares, e um novo levantamento de monitoramento de florestas, um investimento de mais de R$ 30 milhões, envolvendo recursos do GEF - Fundo Global para o Meio Ambiente, do Banco Mundial, do Governo do Estado, e demais parceiros do segundo e terceiro setor. Só em 2018 serão investidos mais de R$ 12 milhões.

“O programa é um benefício múltiplo para o produtor, para sociedade e para a natureza, e o empenho da equipe do banco, em conjunto com a Seama, é fundamental para ampliar a atuação do Reflorestar”, pontua Everaldo Colodetti, diretor de Crédito e Fomento do Bandes (Banco de Desenvolvimento do Estado do Espírito Santo).
Produtores
O Reflorestar estará presente em 1.068 hectares na região do Caparaó, sendo que desde de 2016, são R$ 1,4 milhão de investimentos em 275 contratos emitidos. Para o secretário de Estado de Meio Ambiente, Aladim Cerqueira, a região está sendo destaque no programa. “Estamos muito felizes com os resultados alcançados nesta região. São mais de 250 produtores atendidos, que desenvolvem um trabalho importantíssimo para a preservação e conservação das nossas florestas”, relata.

*Com informações da Assessoria de Comunicação daa Seama.

Comunicação ICMBio
(61) 2028-9280

 
 


registrado em: ,
Fim do conteúdo da página