Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Geral > Flona de Açu trabalha para elaborar Plano de Manejo
Início do conteúdo da página

Flona de Açu trabalha para elaborar Plano de Manejo

Publicado: Terça, 04 de Setembro de 2018, 14h54
Unidade promove uma oficina no município de Areia Branca no Rio Grande do Norte.

flonaacu
A Floresta Nacional de Açu deu mais um passo na construção do Plano de Manejo, principal instrumento de gestão da unidade. Para isso, promoveu a Oficina de Elaboração do Plano de Manejo, que ocorreu no município de Areia Branca, no Rio Grande do Norte, no período de 20 a 24 de agosto.

A participação das diversas instituições, que estão presentes na região, foi imprescindível para que o documento construído reflita a realidade da Flona de Açu. Estiveram presentes no evento representantes da sociedade civil, academia e instituições públicas, além de conselheiros da unidade e de servidores.

A reunião foi conduzida pela equipe da Coordenação de Elaboração e Revisão do Plano de Manejo (Coman) e sua equipe ampliada, composta por servidores lotados nas localidades da Floresta Nacional de Ipanema, Cabedelo, Rio de Janeiro e da Coman, em Brasília.

A metodologia utilizada para a elaboração do Plano de Manejo foi a estabelecida pela Instrução Normativa do ICMBio nº 7/2017, que prevê a realização de uma oficina com cerca de 25 pessoas que possuam amplo conhecimento sobre a área. No encontro foram formulados os elementos do plano de manejo como: propósito, declarações de significância, valores e recursos fundamentais e sua avaliação, necessidades de dados e planejamentos, zoneamento e normas.

No fechamento dos trabalhos, os participantes registraram a relevância de suas participações na construção do plano de manejo, para que a Unidade alcance a eficácia em sua gestão.

Sobre a Flona
Criada pela Portaria nº 245, de 18 de julho de 2001, a Floresta Nacional de Açu, gerida pelo ICMBio, é a primeira Flona do Rio Grande do Norte e a terceira da região Nordeste, criada a partir de um movimento da sociedade.  Lá, os  visitantes poderão explorar a Floresta através de caminhadas através de trilhas, onde poderão desfrutar das belezas singelas da Caatinga. A unidade tornou-se refúgio de animais que migram à procura de alimentos encontrados em abundância.

Entre as espécies de avifauna encontradas na Flona estão: nambu, asa branca, rolinha, galo de campina, canção e sabiá, assim como variados tipos de répteis: cobras e tejos, além dos mamíferos como peba, preá, veado campeiro e sagui do nordeste. A Flona abriga também animais noturnos como raposas, guaxinins, tatus, corujas e urutaus.

Sua vegetação é predominantemente arbustivo-arbórea, com mais de 60 espécies lenhosas destacando-se: marmeleiro, jurema, catingueira, cumaru-da-caatinga, imburana, pereiro, ipê-roxo e angico. Nesta paisagem, sobressaem-se ainda, pelo porte e beleza, a palmeira carnaúba e o cacto facheiro.

Comunicação ICMBio
(61) 2028-9280
registrado em: ,
Fim do conteúdo da página