Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Geral > Caixa será a gestora do Fundo de Compensação Ambiental
Início do conteúdo da página

Caixa será a gestora do Fundo de Compensação Ambiental

Publicado: Terça, 25 de Setembro de 2018, 15h39
O processo concluiu pela escolha da Caixa Econômica Federal, que apresentou a proposta mais vantajosa para o ICMBio, obedecendo aos termos do edital.
O Instituto Chico Mendes publicou na última semana o resultado final da seleção da instituição financeira que será responsável pela gestão e execução do Fundo de Compensação Ambiental. O processo concluiu pela escolha da Caixa Econômica Federal, que apresentou a proposta mais vantajosa para o ICMBio, obedecendo aos termos do edital.

A seleção da instituição financeira foi possível após a promulgação da Lei 13.668/18, que autorizou o Instituto Chico Mendes a selecionar um banco público para criar e gerir um fundo formado pelos recursos arrecadados com a compensação ambiental. A expectativa é que, com a criação do fundo, sejam aportados cerca de R$ 1 bilhão para aplicação nas unidades de conservação. A legislação também definiu que a instituição escolhida é responsável pela execução, direta ou indireta, e pela gestão centralizada dos recursos de compensação ambiental destinados às unidades de conservação instituídas pela União e poderá, para a execução indireta, firmar contrato com instituições financeiras oficiais regionais.
 
Após a etapa de seleção do banco, o ICMBio deve, agora, publicar uma portaria definindo os critérios, as políticas e as diretrizes para o Fundo de Compensação Ambiental, para sua posterior efetivação pela Caixa Econômica Federal. A perspectiva é que, até o final de 2018, o fundo já esteja operacionalizado, apto a receber os recursos aportados pelos empreendedores.

Comunicação ICMBio
(61) 2028-9280
registrado em: ,
Fim do conteúdo da página