Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Geral > APA de Cairuçu implanta saneamento ecológico
Início do conteúdo da página

APA de Cairuçu implanta saneamento ecológico

Publicado: Quinta, 27 de Setembro de 2018, 15h08
A construção da bacia de evapotranspiração foi resultado de um projeto de conclusão do curso FIC, realizado em parceria com o IFRJ e a prefeitura de Paraty.

Etapas BET APA
A APA de Cairuçu conta saneamento ecológico. A nova estação ecológica da sede da APA já está há um mês em funcionamento, e é resultado de um projeto de conclusão do curso de Formação Inicial e Continuada (FIC) em Gestão e manejo de águas, realizado em parceria com o Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro (IFRJ) e a prefeitura de Paraty. Finalizado em meados de agosto, o curso abordou diversos temas relacionados aos recursos hídricos, inclusive tratamento e qualidade da água.

A implementação do projeto, que foi desenvolvido por alunos do curso, proporcionou uma nova experiência para o tratamento de esgoto e dos efluentes da sede, que contava com uma fossa convencional (sumidouro). A construção da bacia de evapotranspiração (BET) utilizou materiais que seriam descartados, como pneus velhos e entulho para comporem a base do filtro, parte de um sistema fechado de tratamento de efluentes gerados pela descarga de sanitários convencionais.

Os resíduos são degradados por microrganismos no interior da BET, que os tornam disponíveis para as plantas, que devolvem a água completamente limpa para o ambiente por meio da transpiração. O saneamento ecológico busca replicar o funcionamento de ambientes naturais e não utiliza energia elétrica ou produtos químicos.

Este modelo de saneamento será implantado em outras seis localidades dentro do território da APA, demanda que surgiu das próprias comunidades durante a elaboração do novo plano de manejo. Os módulos serão construídos por voluntários, que receberão treinamento e levarão a iniciativa para as suas comunidades.

"A mudança é nítida, desde a implementação da BET na sede, o jardim floresceu e os sanitários funcionam perfeitamente. Essa é a gestão de resíduos que queremos disseminar pelo território: funcionamento pleno, zero impacto para o meio ambiente e baixo custo", comentou Lilian Hangae, chefe da APA de Cairuçu.

Comunicação ICMBio
(61) 2028-9280


registrado em: ,
Fim do conteúdo da página