Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Destaques > Lideranças da Terra do Meio se reúnem com ICMBio
Início do conteúdo da página

Lideranças da Terra do Meio se reúnem com ICMBio

Publicado: Quinta, 16 de Abril de 2015, 12h26

No ponto de pauta estava a entrega de uma carta pedindo apoio e interlocução

No ponto de pauta estava a entrega de uma carta pedindo apoio e interlocução

© Todos os direitos reservados. Foto: Acervo ICMBio

Sandra Tavares
sandra.tavares@icmbio.gov.br

Brasília (15/04/2015) – Lideranças da Associação de Moradores das reservas extrativistas do Rio Xingu (Amomex), Rio Iriri (Amorei) e Riozinho do Anfrízio (Amor) estiveram na manhã desta quarta-feira (15) em reunião com o presidente do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Roberto Vizentin, solicitando por meio de uma carta apoio formal e interlocução junto ao Ibama no que se refere aos possíveis impactos que o empreendimento Usinas Hidrelétricas do Rio Madeira – Santo Antônio e Jirau – porventura já tenha gerado às comunidades.

Segundo os interlocutores – Melania Gonçalves, Lauro Freitas Lopes, Francisco Assis Porto e Edileno Camilo de Oliveira – o empreendimento impactou os serviços de saúde, educação, transporte, moradia e alimentação em Altamira (PA), tornando o custo de vida da população extrativista mais alto.

Eles informaram que até houve um incremento nos serviços de saúde dentro das reservas, a exemplo das unidades básicas de saúde, mas que a demanda cresceu a partir da construção das hidrelétricas, e Altamira, município mais próximo a essas Unidades de Conservação, não teve melhorias e incrementos em seus serviços de saúde de maior complexidade, como hospitais e afins.

O pescado, fonte de consumo e renda para a população tradicional, foi impactado com escassez de algumas espécies e dificuldade das famílias em obtê-las. "Viemos aqui pedir uma interlocução formal do ICMBio junto ao Ibama já que a licença de operação do empreendimento ainda não foi emitida. O custo de vida aumentou significativamente e precisamos ser ouvidos", destacou Melania.

O presidente do ICMBio Roberto Vizentin recebeu o grupo e se comprometeu a analisar, junto com o Ibama, as questões levantadas buscando um alinhamento das autarquias.

Comunicação ICMBio
(61) 2028-9290
registrado em: ,
Fim do conteúdo da página