Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Destaques > Cláudio Maretti toma posse como presidente do ICMBio
Início do conteúdo da página

Cláudio Maretti toma posse como presidente do ICMBio

Publicado: Quinta, 21 de Maio de 2015, 19h59

Estruturação é uma das metas da nova gestão

Estruturação é uma das metas da nova gestão

© Todos os direitos reservados. Foto: Paulo de Araújo/MMA

Nana Brasil
nana.nascimento@icmbio.gov.br

Brasília (21/05/2015) – O novo presidente do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Cláudio Maretti, tomou posse nesta quinta-feira (21). A cerimônia, realizada no auditório do Instituto, em Brasília, contou com a presença da ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, do secretário-executivo do Ministério do Meio Ambiente, Francisco Gaetani, além de Roberto Vizentin, que exerceu o cargo de presidente do ICMBio ao longo dos últimos três anos.

A ministra registrou seu agradecimento ao trabalho desenvolvido por Vizentin e deu as boas-vindas ao novo presidente. Segundo ela, Cláudio Maretti terá grandes desafios à frente do ICMBio, tais como o avanço da pesquisa científica e da cooperação com as universidades, a ampliação do quadro de servidores e um maior engajamento internacional do órgão. "Queremos tornar esta casa uma referência mundial em conservação da biodiversidade aliada à inclusão social", ressaltou.

O novo presidente falou sobre os próximos objetivos a serem alcançados pelo Instituto. Para Maretti, é necessário buscar uma estruturação estratégica do órgão, simplificar os processos para obter mais eficácia e colocar a biodiversidade a serviço do desenvolvimento sustentável, cumprindo metas nacionais e internacionais com as quais o país está comprometido. "Devemos integrar o conhecimento científico com outros saberes e trabalhar em conjunto com os demais órgãos de governo e com a sociedade", afirmou o presidente.

© Todos os direitos reservados. Foto: Paulo de Araújo/MMA

Maretti destacou que além da conservação da biodiversidade, as áreas protegidas representam para as pessoas aspectos subjetivos da existência. "Os parques e reservas simbolizam paz, liberdade, conexão com seu íntimo, saúde física e saúde mental", pontuou. Para o presidente, é preciso que a sociedade brasileira "compreenda e se aproprie do nosso sistema de Unidades de Conservação, um dos mais importantes do mundo".

O ex-presidente do ICMBio, Roberto Vizentin, agradeceu a ministra Izabella Teixeira e ao ICMBio pela confiança e acolhimento. "Aqui, nunca nos faltou solidariedade, coesão e sentimento de equipe", avaliou. Vizentin destacou a importante trajetória de Cláudio Maretti na área ambiental e, ao final, transferiu simbolicamente a caneta e o broche com a marca do Instituto para seu sucessor. "O broche sai da lapela, mas o ICMBio fica no coração", concluiu.

Saiba mais sobre o novo presidente do ICMBio.

Leia o discurso do presidente Cláudio Maretti.

Comunicação ICMBio
(61) 2028-9280
registrado em: ,
Fim do conteúdo da página