Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Geral > Aceiros ajudam a evitar incêndios florestais
Início do conteúdo da página

Estação Ecológica de Tamoios passa por vistoria

Publicado: Sexta, 05 de Fevereiro de 2016, 17h37
Participaram juízes federais e procuradores da república


Participaram juízes federais e procuradores da república

Foto: Esec Tamoios/ICMBio

Brasília (05/02/2016) – A Estação Ecológica (Esec) de Tamoios, unidade de conservação administrada pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), no litoral do Rio de Janeiro, recebeu no final de janeiro a visita de dois juízes federais e de dois procuradores da República.

Juntamente com o chefe da Esec, Regis Pinto de Lima, eles promoveram uma saída ao mar para averiguar questões relacionadas a processos e ações que tramitam na Vara Federal e no Ministério Público em Angra dos Reis (RJ). A vistoria foi a bordo da embarcação Esec Tamoios e abrangeu a área 1 da unidade (Angra dos Reis), composta por 18 ilhas com raio marinho de 1 km.

Durante a vistoria, técnicos realizaram mergulho em apnéia na Ilha Queimada Grande. Foi possível observar no ambiente subaquático a contaminação do costão insular pelas duas espécies de coral exótico, o coral-sol (Tubastrea tagusensis e Tubastrea coccinea). Os técnicos fizeram uma demonstração do manejo que a unidade vem realizando desde 2011, com a retirada manual de algumas colônias.

Na sequência da vistoria, foi observado um exemplo de sucesso na recuperação ambiental da parte marinha da Ilha Araçatiba de Dentro. Recentemente, uma decisão judicial determinou a retirada de um píer de atracadouros de embarcações na praia onde localiza-se o Hotel Vila Galé, bem como o novo traçado da tubulação da estação de tratamento de esgoto (ETE) por fora da área da Unidade.

O grupo constatou ainda a sinalização com placas de proibição ao fundeio colocadas pela Esec. Desta área, observou-se em outras ilhas exemplos de píeres instalados irregularmente e que possuem ações em andamento. A abordagem a embarcações fundeadas em áreas da unidade também foi registrada.

Por fim, pôde-se observar in loco tanto a tomada d´água do mar pelas usinas nucleraes (Angra 1 e Angra 2), local que até pouco tempo capturou acidentalmente tartarugas marinhas, bem como a saída do efluente e a influência desta água marinha aquecida, esterilizada e liberada na enseada Piraquara de Fora, onde existem duas ilhas da Esec Tamoios.

Comunicação ICMBio
(61) 2028-9280
registrado em: ,
Fim do conteúdo da página