Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Destaques > Flona do Tapajós encerra o Pronatec Extrativista
Início do conteúdo da página

Flona do Tapajós encerra o Pronatec Extrativista

Publicado: Segunda, 04 de Abril de 2016, 17h14
Dez cursos capacitaram 230 moradores de vinte comunidades 

Dez cursos capacitaram 230 moradores de vinte comunidades 

Foto: FNT/ICMBio

Brasília (04/04/2016) – Neste mês, moradores da Floresta Nacional (Flona) do Tapajós, no Pará, encerram a rodada de cursos do Pronatec Bolsa Verde-Extrativismo, que vem sendo realizada na unidade de conservação desde o ano passado.

Ao todo, foram oferecidos dez cursos, sendo três concluídos em dezembro de 2015 e os demais em janeiro, março e, agora, em abril. A ação beneficiou 230 moradores de vinte comunidades – 18 da Flona e duas do entorno (São Jorge e São Pedro).

Os cursos foram articulados pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), que administra a unidade de conservação (UC). A a organização e a execução ficaram por conta do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar).

Foram ministrados cursos de Horticultor Orgânico, Artesão de Biojoias, Agente de Projetos Socias, Agente de Desenvolvimento Cooperativista, Agricultor Familiar, Piscicultor, Condutor de Turismo em UC, Agricultor Agroflorestal, Administrador de Empreendimentos Florestais de Base Comunitária e Operador de Processamento de Frutas e Hortaliças.

Criado pelo governo federal

O Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) foi criado pelo governo federal, em 2011, com o objetivo de expandir, interiorizar e democratizar a oferta de cursos de educação profissional e tecnológica no país.

Além disso, o programa busca ampliar as oportunidades educacionais e de formação profissional qualificada aos jovens, trabalhadores e beneficiários de programas de transferência de renda.

O Pronatec Bolsa Verde-Extrativismo é uma modalidade exclusivamente dedicada a populações que vivem do extrativismo em reservas ambientais. Tem como objetivo apoiar o desenvolvimento sustentável por meio do fortalecimento da cadeia produtiva do extrativismo, a geração de renda, a elevação de escolaridade e o combate ao analfabetismo.

Os cursos são gratuitos e ministrados por instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica e das redes estaduais, distrital e municipais de educação profissional e tecnológica. Participam ainda do projeto as instituições do Sistema S, como o Senai, Senat, Senac e Senar.

Os demandantes dos cursos no município ou região são as unidades do ICMBio. A coordenação é do Ministério do Meio Ambiente (MMA), em parceria com os ministérios da Educação (MEC) e do Desenvolvimento Social (MDS).

No caso da Flona de Tapajós, a iniciativa conta ainda com o apoio do GIZ (Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit), Cooperativa Mista da Flona do Tapajós (CoomFlona) e moradores da UC.

Matérias relacionadas:

Tapajós inicia cursos do Pronatec Extrativista
Cursos do Pronatec benefiam extrativistas

Comunicação ICMBio
(61) 2028-9280

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página