Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Destaques > ICMBio entrega planos de manejo florestal sustentável
Início do conteúdo da página

ICMBio entrega planos de manejo florestal sustentável

Publicado: Terça, 12 de Abril de 2016, 18h19
E beneficia mais de 250 famílias da Reserva Extrativista Verde para Sempre


E beneficia mais de 250 famílias da Reserva Extrativista Verde para Sempre

Foto: RVS/ICMBio


Brasília (11/04/2016) – O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) acaba de fazer a entrega de cinco planos de manejo florestal sustentáveis comunitários de uso múltiplo a moradores da Reserva Extrativista (Resex) Verde para Sempre, em Porto de Moz (PA).

Os planos permitem que os moradores façam a exploração sustentável de madeira. Ao todo, foram beneficiadas mais de 250 famílias e aproximadamente 1.100 pessoas, residentes nas comunidades do Itapeua, Inumbi, Espírito Santo do Rio Curuminim, Por Ti Meu Deus e Paraíso.

Os planos foram aprovados durante reunião ordinária do conselho deliberativo da Resex, entre os dias 6 e 7 de abril. O ato de entrega contou com a presença de aproximadamente 200 pessoas e foi bastante festejado pelos moradores.

Desde 2007, as comunidades vinham travando uma luta incessante para legalizar suas atividades produtivas, baseadas no extrativismo madeireiro e não madeireiro. Elas são protagonistas da conservação da área onde se situa a Resex Verde para Sempre. Estão lá antes mesmo da criação da reserva, em 2004.

De empregado de madeireira a dono do empreendimento

“Foi muito gratificante constatar a alegria no rosto de cada um dos moradores beneficiados. Muitos deles eram empregados de madeireiras e hoje podem se dizer donos do seu próprio empreendimento”, disse Agostinho Tenório, da Resex Verde para Sempre.

O chefe da reserva, Humberto Figueira Barbosa, também comemorou. "Agora, os moradores podem sonhar com novos rumos para suas vidas. A madeira passa a ser uma atividade a mais como fonte de renda para os usuários da Resex. Além disso, o manejo sustentável e licenciado contribui para evitar o desmatamento ilegal".

Segundo ele, o trabalho do ICMBio, representado pela equipe gestora da Resex, Coordenação Geral de Populações Tradicionais e Coordenação Regional em Santarém (PA), foi fundamental para que o fato se tornasse realidade, seja no acompanhamento da construção dos planos, seja na análise e concepção da licença.

Ainda segundo Barbosa, a conquista se deveu, também, a instituições parceiras que atuam na reserva, como o Comitê de Desenvolvimento Sustentável de Porto de Moz (CDS), o Instituto de Floresta Tropical (IFT), a Coordenação Regional em Santarém do Serviço Florestal Brasileiro (SFB), o Instituto Internacional de Educação no Brasil (IEB), a Universidade de Friburgo, a Fundação Viver Produzir e Preservar (FVPP) e a Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ).

Comunicação ICMBio
(61) 2028-9280
registrado em: ,
Fim do conteúdo da página