Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Unidades Abertas a Visitação

Parque Nacional do Jaú

altLocalizado entre os municípios de Novo Airão e Barcelos, no estado do Amazonas, o Parque Nacional do Jaú protege uma das maiores extensões de florestas tropicais úmidas contínuas do mundo. Destaca-se por ser o único parque do Brasil que protege praticamente a totalidade da bacia hidrográfica de um rio de águas pretas, o rio Jaú. Os seus limites são demarcados pela bacia hidrográfica do rio Jaú e estendem-se até as águas do rio Carabinani, ao sul, e as dos rios Unini e Paunini, ao norte. O rio Negro forma o limite leste do parque.

Criado em setembro de 1980, o Parna do Jaú é assim denominado por situar-se na bacia do rio Jaú (do tupi ya’ú), nome que deriva de um dos maiores peixes brasileiros, o jaú (Zungaro sp). A criação do Parna fez parte de um processo histórico que se iniciou a partir de meados da década de 1970 de estudos de áreas amazônicas com potencial para serem convertidas em reservas biológicas. O Instituto Brasileiro de Desenvolvimento Florestal (IBDF) propôs a troca da categoria de manejo de Reserva Biológica para Parque Nacional.

O cenário histórico da formação de toda a região também apresenta importantes peculiaridades, pois o Parque Nacional do Jaú está assentado tanto sobre formações geológicas antigas de 100 a mais de 500 milhões de anos, bem como sobre formações geologicamente mais recentes, cerca de dois a seis milhões de anos. Além disso, o parque abriga também relíquias da história da ocupação humana na região. Foram identificados alguns sítios arqueológicos e diversas inscrições em pedras (petroglífos).

O Parque Nacional do Jaú foi reconhecido como Sítio do Patrimônio Mundial Natural e Reserva da Biosfera pela Organização das Nações Unidas pela Educação, Ciência e Cultura (Unesco). O Parna também faz parte do Corredor Central da Amazônia e é uma das reservas mais representativas da flora e fauna das bacias de águas pretas na Amazônia Central. Sua biodiversidade é tão rica quanto desconhecida, abriga animais pouco conhecidos pela ciência e um dos fatores responsáveis pela ocorrência de tantas espécies no Parque é o grande número de habitats.

Percorrer os cursos d’água do Parque em uma voadeira é a melhor forma de conhecer e apreciar as belezas da região. Ao longo dos rios Jaú, Carabinani e Unini, o visitante pode observar bandos de araras e papagaios sobrevoando a floresta de igapós. Na parte mais calma, orquídeas floridas refletem sua delicada forma nas águas escuras. Extensas praias de areia clara formam-se no rio Negro - entre novembro e janeiro -, nas proximidades da foz do rio Jaú.

COMO CHEGAR

Via Rodoviária: Apenas parte do caminho pode ser feita via rodovia, pois não há estrada de acesso direto ao Parque. Pegando a AM-070 (estrada de Manacapuru), percorre-se 70 km, após isso, o visitante deve seguir no sentido de Novo Airão por mais 98 km. Posteriormente deve percorrer o restante do caminho por meio de uma embarcação.

Via Fluvial: O acesso é feito pelo rio Negro, de barco. Vindo de Manaus, capital do Amazonas, é possível chegar a Novo Airão - cidade mais próxima à entrada sul do Parque - em 6h de viagem de lancha. Em barcos comuns, o trajeto pode durar até 18h.

Via Aérea: É possível chegar de hidroavião direto de Manaus – se for um monomotor, a viagem dura 1h; se for bimotor, 45 minutos; e de helicóptero, leva-se 1h10. A entrada do parque fica a cerca de 200 km em linha reta a partir de Manaus.

ONDE FICAR

Os maiores municípios nas proximidades são Novo Airão, que fica a sul; e Barcelos, ao norte. Em ambos, há locais para simples alojamento, além de restaurantes e lanchonetes que atendem à população local e eventuais visitantes.

INGRESSOS

O ingresso custa R$ 5,00 por dia. Também é cobrada taxa, de acordo com o tamanho da embarcação
barco até 9 metros, R$ 16,00;
Até 18, R$ 32,00;
Acima de 18, R$ 64,00.
Não é necessária realização de reserva, mas há necessidade de que o pedido para a emissão da autorização de entrada seja feita com pelo menos 48h de antecedência

Para mais informações, pode-se fazer contato pelo telefone (92) 3365-1345 ou pelo e-mail parnajau@gmail.com.

Confira outras informações neste portal, dentro da página da UC

Para saber mais informações do Parque Nacional do Jaú, clique aqui

Fim do conteúdo da página