Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Visitação > Unidades Abertas a Visitação > Parque Nacional da Serra do Gandarela
Início do conteúdo da página
Unidades Abertas a Visitação

Parque Nacional da Serra do Gandarela

 

O Parque Nacional da Serra do Gandarela foi criado em 13 de outubro de 2014 e constitui-se importante área de conservação ambiental no coração do Quadrilátero Ferrífero e na porção sul da Cadeia do Espinhaço, a 40 km de Belo Horizonte/MG.

O Parque apresenta exuberantes serras, rios e cachoeiras. A vegetação é composta de um dos mais contínuos fragmentos de Mata Atlântica de Minas Gerais em transição com formações do cerrado, como os campos rupestres ferruginosos e quartizíticos. Situadas nos topos e encostas das serras estão as cangas ferruginosas, um tipo de cobertura do solo composta de ferro. Por serem porosas elas funcionam como importantes áreas para a infiltração de água das chuvas para os aquíferos. As águas do Parque contribuem para o abastecimento dos municípios vizinhos e até de Belo Horizonte! Toda essa riqueza está protegida em uma área ambiental!
 
2 canga vermelha tais

Toda essa água também aparece nos inúmeros córregos e rios presentes no parque drenando para as bacias dos rios Doce e das Velhas. Esse fator contribui para a ocorrência de dezenas de cachoeiras, que compõem uma esplêndida beleza cênica e oferecem opções de turismo e lazer gratuitos para a população local e da Região Metropolitana.

3 cachoeira do viana e do indio rio acima paulo baptista


Visitação

O Parque Nacional da Serra do Gandarela é relativamente novo e ainda não possui infraestrutura para a recepção de visitantes. Porém, alguns dos atrativos antes mesmo da criação do parque já recebiam visitantes e abaixo repassamos informações sobre esses locais.


ATRATIVOS

4 cachoeiradoindio tais correiaCachoeira do Índio

Localizada no município de Rio Acima, a cachoeira do Índio faz parte de um complexo de cachoeiras formado por quatro grandes quedas, com mais de 200 metros de altura.

A partir do centro de Rio Acima, o trajeto poderá ser feito de carro na mesma estrada que vai até o Mirante da Serra do Gandarela, com percurso de 10km, em estrada vicinal. Desta estrada é possível ter uma visão panorâmica da cachoeira do Índio e do Viana. Para acessar ao poço da cachoeira, independente do meio de transporte escolhido, o turista deverá fazer o percurso final caminhando por um trecho de 900 metros que conta com uma descida íngreme de nível avançado.

Outra forma de acesso é através da estrada da Fábrica de Tintas, que por possuir menor largura e trechos intransitáveis para veículos automotores é a rota preferencial para praticantes de trekking e bike, com percurso de 6km. Depois deverá percorrer cerca de 1,5km em trilha de nível leve.






Cachoeira do Viana

A cachoeira do Viana possui fácil acesso a partir do centro de Rio Acima, além de condições favoráveis para acesso ao poço. Esses fatores certamente contribuem para que esta seja uma das cachoeiras mais visitadas do Parque.

5 cachoeira do viana tais correia

A partir do centro de Rio Acima o trajeto poderá ser feito de carro pela estrada que vai até o Mirante da Serra do Gandarela, com percurso de aproximadamente 10km, sendo parte em estrada vicinal. A partir da estrada, deve-se percorrer cerca de 400m para acessar o poço da cachoeira.
Outra forma de acesso é através da estrada da Fábrica de Tintas, que por possuir menor largura é a rota preferencial para praticantes de trekking e bike, com percurso de 8km com dois trechos mais difíceis.

A cachoeira possui poço para banho de fácil acesso.

Da cachoeira é também possível obter uma observação da paisagem regional, ressaltando o pico do Itabirito.


Trilha e Cachoeira das 27 voltas

Localizada no distrito de Honório Bicalho, em Nova Lima, esta trilha é destino certo para os praticantes de trekking e mountain bike.

6 27 voltas

São 9 km de trilha moderada partindo do centro de Honório Bicalho, com um trecho de grande aclive no início da trilha e um declive acentuado no final, onde é possível refrescar-se na Cachoeira das 27 Voltas, que possui um belo poço para banho.


Mirante da Serra do Gandarela

Localizado no município de Rio Acima, o Mirante apresenta um belo ponto de observação da paisagem da porção norte do Parque. A partir dele é possível avistar o Ribeirão do Prata e trechos da Estrada Real.

7 vista mirante tais

Em dias de maior visibilidade é possível identificar pontos de paisagem nos municípios vizinhos, muito além dos limites do Parque, como o Pico do Itabirito e até a cidade de Belo Horizonte.

Partindo de Rio Acima são 18km em estrada de terra até alcançar o mirante.


Poço Azul

Situado no município de Raposos, o Poço Azul apresenta lago azulado contrastando com o paredão rochoso em tons avermelhados.

8 poco azul tarcisio
O acesso ao poço é através de uma trilha de 1,2 km a partir do centro urbano de Raposos, no bairro Várzea do Sítio. Por seu acesso fácil essa é uma das cachoeiras mais visitadas do Parque, sobretudo nos finais de semana e feriados.

Ao longo do percurso será possível observar pequenos poços, cascatas, paredões e a mata ciliar.

A trilha é de dificuldade moderada, pois em geral é plana e com poucos pontos mais técnicos.


Cachoeira Santo Antônio

Localizada na divisa entre os municípios de Caeté e Raposos, essa cachoeira possui tons azulados contrastantes com os paredões rochosos avermelhados.

9 santo antonio tarcisio nunes

O acesso à cachoeira é possível apenas através de veículo próprio a partir de Caeté (12 km de estrada de terra) ou Raposos (18 km de estrada de terra) e depois 1km de trilha de nível fácil.

Há formação de forte correnteza próximo à queda, desta forma pedimos que os visitantes fiquem atentos ao mergulharem no poço.

Poço do Cambibe
(foto)

Situado no distrito de Honório Bicalho. Esse poço pode ser acessado a partir da Praça de Estação. O percurso total é de cerca de 8,5 km, em trilha de nível pesado.


Cachoeira do Cruzado

A cachoeira do Cruzado, também conhecida como cachoeira do Abacaxi, está localizada em propriedade particular, no distrito de Acuruí, em Itabirito/MG, próximo à região conhecida como Capanema, no córrego da Serra.

10 cachoeira curzado ou abacaxi tarcisio nunes
O acesso principal é feito pela rodovia BR-356 (entre Itabirito e Ouro Preto), em seguida, pela estrada que leva à portaria da Floresta Estadual do Uaimii, sede do distrito de Acuruí, Mina da Serra Geral e Capanema. Do trevo à sede da propriedade particular são 14km por asfalto e 1km em estrada não pavimentada.

A partir da portaria você fará uma trilha de 1.600 metro com nível de dificuldade fácil.

A queda da cachoeira é em forma de véu de noiva, suas águas caem sobre uma muralha de pedra de aproximadamente 20 metros, com volume mediano, formando ao final um grande lago de águas verdes e frias, com temperaturas de 20ºC e profundidade variando entre 1 e 3 metros. Após a queda, suas águas seguem em pequenas corredeiras, formando a alguns metros à frente uma pequena cascata e lago.

Há cobrança de ingresso pelo proprietário.

No final da página apresentamos um mapa interativo do parque!


Observação de aves

Com 311 espécies de aves registradas na área do parque, ele se configura como importante área para observação da avifauna. Dentre as espécies, 10 delas se encontram ameaçadas de extinção.

Traga seu binóculo, curiosidade, um pouco de silêncio e paciência. E lembre-se: chegue cedo.

11 observacao de aves adriano peixoto

Estrada Real


A Estrada Real atravessa o Parque em sua porção norte, no denominado caminho do Sabarabuçu.

O trecho inserido no Parque liga o município de Raposos até o distrito de Honório Bicalho, em Nova Lima. Nessa porção o visitante poderá observar ruínas referentes ao período colonial, além de observação da bacia do Ribeirão do Prata. O percurso de cerca de 10 km pode ser feito através de trilha de dificuldade média.

Mais informações: http://www.institutoestradareal.com.br/roteiros/sabarabucu/

COMO CHEGAR


O Parque tem sede no município de Rio Acima, onde é possível acessar as cachoeiras do Viana, Índio e o Mirante da Serra do Gandarela. O acesso ao município pode ser feito através de linhas de ônibus urbanos ou carro, via MG-030.

Para acessar o Poço Azul e a Cachoeira Santo Antônio, o melhor acesso será através do município de Raposos. O acesso ao município pode ser feito através de linhas de ônibus urbanos ou carro. Contudo, para chegar até a cachoeira é recomendável ir de c


Horário do ônibus: http://www.consultas.der.mg.gov.br/grgx/sgtm/consulta_linha.xhtml

O acesso à cachoeira do Cruzado é feito somente por carro pela rodovia BR-356 (entre Itabirito e Ouro Preto), em seguida, pega-se no trevo a estrada que leva ao distrito de Acuruí. Do trevo à sede da propriedade particular são 14km por asfalto e 1km em estrada não pavimentada.

Para conhecer os limites do Parque, saber onde se localiza e como chegar aos atrativos, basta utilizar o Google Maps no site ou aplicativ ou aplicativos para trilhas.
Além disso, pode-se buscar mais informações sobre o Parque no aplicativo Parques do Brasil.


QUANDO IR



O Parque Nacional da Serra do Gandarela pode ser visitado o ano todo. O verão é marcado por altas temperaturas e maior ocorrência de chuvas. O inverno, também conhecido como período seco, apresenta, em geral, temperaturas amenas, sobretudo durante a noite e com redução da ocorrência de chuvas e de umidade do ar.



ONDE FICAR


Existem diversas pousadas, hotéis e áreas de camping nas cidades do entorno do parque.

Acesse o arquivo online para conhecer as opções. Ressaltamos que se trata apenas de uma lista de serviços, não nos responsabilizamos pelos valores cobrados e qualidade dos serviços prestados.

Lista de hospedagem:
https://docs.google.com/spreadsheets/d/182l7ZV_juNG15fXNLOqbMHRFMFT4l5jGnkoDWtZH35s/edit?usp=sharing

COBRANÇA DE INGRESSOS

Não há cobrança de ingresso.


VOLUNTARIADO

O Parque Nacional da Serra do Gandarela possui um Programa de Voluntariado voltado para ações nos atrativos e com os visitantes. Com o voluntariado buscamos incentivar a participação da sociedade na conservação da biodiversidade proporcionando experiência prática aos voluntários que através da aplicação de conhecimentos e habilidades podem alçar crescimento pessoal e profissional.

13 voluntariado tarcisio nunes

Se você tiver interesse em participar do programa ou obter maiores informações pode encaminhar e-mail para: parna.gandarela@icmbio.gov.br


ORIENTAÇÕES

AUTORIZAÇÃO PARA REALIZAÇÃO DE EVENTOS

Para a realização de eventos é necessária a solicitação de autorização da gestão do Parque conforme instrução normativa do ICMBio nº 04, de 02 de setembro de 2009.

A emissão da autorização é um procedimento muito importante pois permite avaliar se haverá ocorrência ou não de impactos ambientais.

Maiores informações no e-mail: parna.gandarela@icmbio.gov.br


RECOMENDAÇÕES AOS VISITANTES

Recomenda-se aos que farão trilha que:

  • Escolha bem o seu passeio, informando-se sobre as condições do local a visitar, distância e o esforço físico necessário.Esteja bem preparado fisicamente para o esforço de caminhada.
  • Se você está começando a visitar áreas naturais aprenda técnicas básicas de segurança, primeiros socorros e navegação (usar um mapa, GPS e uma bússola).
  • Vista roupas leves e confortáveis, calçado apropriado para trekking e boné.
  • Carregue mochila com itens essenciais: água, lanche, capa de chuva, protetor solar, repelente para insetos e saco de lixo.
  • A atividade de caminhada em unidades de conservação implica alguns riscos, como queda e mordedura de animais.


Você já sabe, mas não custa lembrar:

  • Seja bem-vindo(a)! Sua visita e apoio são fundamentais para manter em equilíbrio as áreas naturais.
  • Dirija na velocidade máxima de 30km/h.
  • Estacione seu veículo em local de fácil acesso e visualização. Evite deixar pertences à vista.
  • Antes de sair, informe-se sobre as condições climáticas e a previsão do tempo para o local a ser visitado.
  • Atalhos causam erosão. Utilize a trilha oficial.
  • Bebidas alcoólicas causam transtornos, por isso não devem ser consumidas nas trilhas e cachoeiras.
  • Aproveite os sons da natureza e a sensação de harmonia! Deixe rádios e aparelhos sonoros em casa, respeitando os demais visitantes e a natureza;
  • Nunca faça fogo! Você pode perder o controle da fogueira ou gerar fagulhas causando incêndios florestais.
  • Deixe plantas, animais, águas e rochas em seus locais naturais para que outros também possam apreciá-los.
  • Não traga animais domésticos como cães e gatos, pois esse podem prejudicar a fauna silvestre ou causar acidentes com outros visitantes.
  • Colabore para manter as áreas naturais limpas. Leve todos os resíduos com você, depositando-o em lugar específico na zona urbana mais próxima.
  • Não é permitido acampar no interior do parque. Recomenda-se buscar áreas de camping em seu entorno.
  • Sempre leve seu lixo de volta. Ele sempre será mais leve que na ida.
  • Você é o principal responsável pela sua segurança física. Não se arrisque sem necessidade! O resgate em áreas naturais é caro, complexo e demorado.
  • Estamos zelando por uma área natural que é de todos! Siga as instruções!



Para mais dicas acesse:
Guia de Conduta Consciente em Ambientes Naturais


MAPA


 


CONTATO

Telefone: (31) 3545-1883
E-mail: parna.gandarela@icmbio.gov.br

Para estar sempre atualizado sobre as informações do Parque:
Facebook: https://www.facebook.com/parquenacionaldaserradogandarela/
Instagram:@parna.gandarela
 
Fim do conteúdo da página