AVALIAÇÃO DO ESTADO DE CONSERVAÇÃO DOS ANFÍBIOS 2.º OFICINA

A avaliação do estado de conservação da fauna é coordenada pelo ICMBio, sendo que a dos répteis e anfíbios é coordenada pelo Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Répteis e Anfíbios (RAN/ICMBio) e conta com a importante participação da comunidade científica. A metodologia de avaliação adotada pelo ICMBio é da União Internacional para Conservação da Natureza (UICN).

O processo de avaliação do estado de conservação da fauna no Brasil é um processo dinâmico, o 1.º Ciclo ocorreu de 2009 a 2014, onde 12.265 espécies foram avaliadas, resultando em 1.173 táxons oficialmente ameaçados de extinção, para mais informações acesso os link: http://www.icmbio.gov.br/portal/especies-ameacadas-destaque e http://www.icmbio.gov.br/portal/faunabrasileira/avaliacao-do-risco-de-extincao.

No ano passado o RAN iniciou o 2.º. Ciclo de Avaliação do Estado de Conservação da Herpetofauna, avaliando os crocodilianos e os quelônios continentais, este ano serão avaliados os Anfíbios. A I Oficina ocorreu em junho (espécies da Amazônia, Cerrado e Pantanal) e a II Oficina ocorrerá em setembro, com as espécies do Sudeste da Mata Atlântica. Veja a lista das espécies e mapas de distribuição.

Estamos abrindo chamada para a Consulta Ampla, trata-se de uma etapa muito importante em que a comunidade científica pode participar do processo contribuindo com informações sobre o táxon e seu habitat.
Os pesquisadores poderão contribuir com o processo revisando/completando a Ficha de Consulta Ampla de cada espécie, assim como, poderá indicar os pontos de registros de ocorrência utilizando a planilha de pontos de ocorrência. As fichas e planilha deverão ser encaminhadas para o endereço eletrônico: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. Essa etapa estará aberta no período de 28/8 a 15/9. Publicações (artigos, dissertações, teses etc) também poderão ser encaminhadas para esse endereço.

Desde já agradecemos!!!!!