De quem é o peixe? Aspectos socioeconômicos da pesca industrial e artesanal de tainha (Mugil liza) em Santa Catarina.

Dáfne Sampaio de Souza, Rodrigo Cesário Pereira Silva, Walter Steenbock

Resumo


A tainha (Mugil liza) é um recurso pesqueiro de grande importância social, econômica, ambiental e cultural no sul e sudeste do Brasil, com pescarias tanto em estuários quanto em mar aberto. Tradicionalmente acessado por pescadores artesanais, o recurso tem sido demandado cada vez mais pela pesca industrial, sendo esta a modalidade com maior percentual de acesso nos últimos anos. Em função da intensidade da pesca, desta ocorrer no período reprodutivo da espécie e de ser direcionada às suas agregações reprodutivas, a tainha encontra-se hoje sobreexplotada. No ano de 2016, por causa de problemas de regulamentação, a pesca industrial praticamente não teve acesso ao recurso em Santa Catarina, o que contribuiu para uma safra recorde da pesca artesanal. Neste trabalho, foi feita uma análise de como esta safra chegou ao mercado consumidor, a partir de entrevistas junto a comerciantes da cidade de Itajaí/SC. Com base nos resultados e comparando aspectos socioeconômicos da safra de 2016 com as safras das últimas décadas, discutem-se mecanismos de priorização do acesso ao recurso em políticas públicas.

Palavras-chave


Mugil liza, pesca artesanal, pesca industrial, políticas públicas

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2177-9392

Qualis CAPES 2015 - B5 em Ciências Ambientais e Ensino;

                             C em Biodiversidade, Biotecnologia e Ciências Sociais Aplicadas I.