Sisbio é um dos vencedores do Concurso Inovação na Gestão Pública Federal

“O Sistema de Autorização e Informação em Biodiversidade (Sisbio) é um dos vencedores da 13ª edição do Concurso Inovação na Gestão Pública Federal, escolhidos na última quarta-feira (19) pelo Comitê Julgador do concurso. A premiação das 10 iniciativas selecionadas ocorrerá em março de 2009, quando as experiências serão apresentadas e, somente então, haverá o anúncio da classificação.

O Concurso Inovação na Gestão Pública Federal tem como proposta valorizar os servidores públicos que atuam de forma criativa em suas atividades, contribuindo, assim, com a melhoria dos serviços prestados à sociedade. Promovido pela Escola Nacional de Administração Pública (Enap), em parceria com o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, o prêmio deste ano apresentou o maior número de inscrições desde sua criação, em 1996. Foram inscritas 185 iniciativas, das quais 161 consideradas válidas.

“Tanto a premiação quanto o resultado da pesquisa de satisfação indicam que trilhamos o caminho certo e validam tanto o esforço de cinco anos de muito empenho de toda a equipe envolvida no desenvolvimento do sistema quanto às muitas discussões — acaloradas, desgastantes, mas produtivas — com a comunidade científica. A classificação no Concurso Inovação se reverte em motivação para toda a equipe que trabalha no sistema, no sentido de aperfeiçoar o sistema e a implementação dos módulos complementares, que permitirão a sistematização das informações sobre dados de coletas e a geração de mapas de distribuição de espécies.”, afirma Otávio Maia, um dos técnicos responsáveis pelo desenvolvimento e implementação do Sisbio.

Para Joseílson Costa, analista de sistemas e coordenador do núcleo de informática do Sisbio, estar entre os 10 vencedores é um reconhecimento muito gratificante e ao mesmo tempo desafiador, “pois nos estimula a aprimorar cada vez mais os serviços eletrônicos disponibilizados pelo sistema, que contribuiu decididamente para a saída de um modelo cartorial de atendimento para um modelo baseado na celeridade, eficiência, transparência e gestão da informação”, afirma Costa.

Durante a construção do sistema, os técnicos viram que não bastava simplesmente desenvolver um sistema de informática, uma vez que a tecnologia sozinha não garante o sucesso dos sistemas de informação. “Antes de tudo é preciso rever, simplificar e padronizar instrumentos normativos, procedimentos, formulários e processos de trabalho, por meio de canais participativos de diálogo com os atores envolvidos na utilização do sistema”, explica Costa.

Coordenação do Sisbio”