CEMAVE realiza monitoria do PAN Soldadinho-do-araripe

 

Foto Monitoria 1

No período de 7 a 8 de outubro de 2020, foi realizada a oficina de Monitoria IV do segundo ciclo de gestão do Plano de Ação Nacional para a Conservação do soldadinho-do-araripe. A oficina foi realizada em ambiente virtual, seguindo as diretrizes impostas pelo estado de emergência devido à pandemia de COVID-19 e contou com a participação de membros do Grupo de Assessoramento Técnico do PAN e colaboradores da região da Chapada do Araripe.

Durante a oficina foi avaliado o andamento de cada uma das 41 ações do PAN e propostos alguns ajustes, quando necessário. Foi verificado que algumas ações tiveram seu andamento interrompido ou prejudicado por causa das restrições impostas pela pandemia de COVID-19. Contudo, tais ações estão sendo ou deverão ser retomados em futuro próximo.

Foram criadas algumas ações novas, uma delas considerando a necessidade de iniciar experimento com manejo ex situ de Antilophia galeata (espécie não ameaçada) para servir de modelo para Antilophia bokermanni, caso seja necessária a criação em cativeiro do soldadinho-do-araripe no futuro. Outras ações novas propostas visam aprimorar o manejo de recursos hídricos em benefício da espécie, garantir maior proteção ao habitat, manter a conectividade na sua extensão de ocorrência e articular o reconhecimento do Mosaico Estadual da Chapada do Araripe.

soldadinho-do-araripe Ciro Albano

O soldadinho-do-araripe (Antilophia bokermanni) é uma espécie endêmica do Ceará e categorizada como Criticamente em Perigo de Extinção, ocupando uma área muito restrita, de apenas 39,5 km2 nas encostas da Chapada do Araripe, nos municípios de Crato, Barbalha e Missão velha. As principais ameaças à espécie são a perda de habitat decorrente da expansão agropecuária e urbana, bem como dos incêndios florestais, e o uso desordenado dos recursos hídricos.

É responsabilidade do governo brasileiro, por meio do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade – ICMBio, o desenvolvimento de estratégias para conhecer e proteger a biodiversidade brasileira, além de recuperar espécies ameaçadas de extinção. A elaboração e implementação de Planos de Ação Nacionais (PANs) para a conservação de espécies ameaçadas é uma das estratégias para a gestão compartilhada para o manejo e a conservação de táxons com maior grau de ameaça. O PAN Soldadinho-do-araripe é coordenado pelo CEMAVE e sua Coordenação Executiva compete à Aquasis, instituição parceira e responsável pela implementação de boa parte das ações do PAN. Saiba mais sobre o PAN Soldadinho-do-araripe AQUI.