Destaques

07/04/20

Programa de Iniciação Científica 20/21

Aberto o 14° Edital PIBIC/ICMBio - Ciclo 2020/2021

Você pode acessar mais detalhes em: https://www.icmbio.gov.br/portal/pesquisa/iniciacao-cientifica

 PIBIC divulgação CEPTA Facebook

19/03/20

Falece o Pesquisador e ex-Diretor do CEPTA, Geraldo Bernardino.

 

bernardino

Foto: Thomaz Rural.  

O pesquisador Geraldo Bernardino, que coordenou o CEPTA na década de 80, faleceu no dia 16 de março, mas deixa um grande legado para a aquicultura brasileira.
Bernardino graduou-se em Engenharia de Pesca pela Universidade Federal do Ceará-UFC em 1976 e (excluir: em sequência) obteve o título de Mestre em Ecologia e Recursos Naturais pela UFSCar.
A carreira profissional começou em 1977 trabalhando como pesquisador no Centro de Pesquisa do Pantanal Mato-grossense vinculado a extinta SUDEPE, na área de biologia pesqueira e dinâmica de populações e no decorrer das pesquisas, focou-se na espécie Piaractus mesopotamicus, denominada popularmente de Pacu.
Em 1982, Geraldo assumiu a Coordenação de Ensino do CEPTA, que, à época, abrigava o Centro Regional Latino-americano de Aquicultura – CERLA, resultante de convênio existente entre a FAO e o Governo do Brasil, que tinha a finalidade de realizar pesquisas e treinar profissionais visando o desenvolvimento da aquicultura. Neste período o Centro recebia pesquisadores e técnicos de toda América Latina para receberem treinamento em Aquicultura. Os alunos ficavam em regime de internato num período de 1 ano aprendendo técnicas de reprodução, manejo, qualidade de água, fabricação de ração e aproveitamento de subprodutos e, após o fim desses treinamentos, estes formados levavam os conhecimentos adquiridos para seus países de origem, contribuindo assim, com a expansão da aquicultura no continente latino-americano.
Entre 29/08/1996 a 23/10/2000 foi Diretor do CEPTA. Geraldo também assumiu a Coordenadoria Nacional de Aquicultura do Ministério da Agricultura em Brasília, onde realizou importante trabalho de articulação sobre a importância da produção de pescado em âmbito nacional.
Finalmente, em 2003, foi nomeado como Secretário Executivo de Pesca e Aquicultura para o Estado do Amazonas, situado em Manaus, ficando no cargo até 2018. O Pesquisador sempre esteve preocupado e alertando as autoridades quanto a introdução de espécies exóticas na Bacia Amazônica, em especial a Tilápia, que tem um grande potencial de alterações das comunidades de peixes nativos.
O Centro Nacional de Pesquisa e Conservação da Biodiversidade Aquática Continental - CEPTA, neste momento, solidariza-se com os familiares, amigos, alunos e colegas de trabalho. Geraldo Bernardino será sempre lembrado pelo seu imenso legado para o CEPTA, Instituições e para a Aquicultura Nacional.