O Que Fazemos

PARQUE NACIONAL MARINHO DOS ABROLHOS

 

enrico marcovaldi mini 2O Parque Nacional Marinho dos Abrolhos - PARNAM Abrolhos, tem como principal objetivo proteger a maior biodiversidade marinha do Brasil, e consequentemente os ecossistemas marinhos dos quais toda essa vida depende para prosperar. E, com toda essa riqueza natural preservada, o Parque proporciona benefícios para a sociedade através da ciência, educação, e do uso público na Unidade de Conservação. Vamos entender cada uma destas frentes.

Primeiramente, é necessário garantir a premissa de uma UC marinha de proteção integral: garantir a ausência da pesca. Isso significa conscientizar a comunidade pesqueira da região quanto a importância de resguardar as populações de peixes de interesse comercial, assim como combater diretamente a pesca ilegal através de ações de fiscalização. Para tal, a equipe gestora do PARNAM Abrolhos conta com lanchas rápidas de vigilância, além do uso de tecnologias como drones, e da presença diária de monitore ambientais no Arquipélago dos Abrolhos, realizando o monitoramento visual da área.

Com a minimização dos impactos humanos na área protegida, Abrolhos se torna ainda mais especial. As complexas relações ecológicas que ocorrem no ambiente marinho fazem da área protegida um laboratório vivo, onde a ciência obtém respostas relevantes que ampliam nossa compreensão sobre o Oceano. Pesquisas científicas ocorrem em Abrolhos através de parcerias com grupos de pesquisas e universidades, mas também através de iniciativas da própria equipe do Parque, que conduz diversos programas de monitoramento da biodiversidade, auxiliando ações de gestão e manejo da UC.

Todo este conhecimento é propagado através da educação ambiental. Ações espontâneas da equipe do Parque como presença em escolas, instituições, grupos e coletivos, ou a organização de eventos, levam Abrolhos até a comunidade em diversas escalas. Além disso, o Centro de Visitantes do PARNAM Abrolhos é aberto diariamente para a visitação. Localizado na cidade de Caravelas, o Centro é um espaço educativo, que conta com uma exposição interpretativa, trilhas no ambiente natural, peças como uma réplica em tamanho real da baleia-jubarte, arte e tecnologia.

Por fim, o Parque dos Abrolhos é aberto ao público ao longo de todo o ano. E somos referência quando o assunto é visitação consciente! Na área protegida, o turista tem a oportunidade de experienciar um contato íntimo com o ambiente marinho preservado, desfrutando da beleza cênica e dos atrativos da UC. Quem navega nestas águas tem motivos de sobra para construir uma relação de respeito e admiração pelo Oceano, retornando para casa como verdadeiro agente da conservação marinha.

 

Títulos

Posto Avançado da Reserva de Biosfera da Mata Atlântica

posto avancadoOs Postos Avançados da RBMA são centros de divulgação e informação das idéias, conceitos, programas e projetos desenvolvidos na Reserva. Para que uma área seja reconhecida como Posto Avançado é necessário que seus responsáveis desenvolvam pelo menos duas das três funções básicas da Reserva. São estas: a conservação da biodiversidade, a promoção do desenvolvimento sustentável em suas áreas de abrangência e a pesquisa científica, educação e monitoramento permanente.

Funcionando como um centro de difusão da RBMA, o PARNAM Abrolhos tem importante papel na consolidação dos princípios do Programa MaB – Man and Biosphere. Criado em 1971, pela UNESCO, este Programa é resultado da "Conferência sobre a Biosfera" realizada em Paris em setembro de 1968 e tem como objetivos a cooperação científica internacional sobre as interações entre o homem e seu meio, tentando compreender as repercussões das ações humanas sobre os ecossistemas mais representativos do planeta.

 

 Sítio Ramsar

ramsar1

No dia 02 de fevereiro de 2010, o PARNAM Abrolhos recebeu o diploma de Sítio Ramsar, conferido pela Convenção sobre Zonas Úmidas de Importância Internacional. O reconhecimento é resultado de um esforço conjunto do Ministério do Meio Ambiente, do ICMBio e da ONG Conservação Internacional , que encabeçaram o processo de candidatura da Unidade de conservação.

O título de sítio Ramsar revela a importância e os bons resultados das ações de conservação que vêm sendo empreendidas na região. Criado em 1983, o Parque Nacional Marinho dos Abrolhos corresponde a uma significativa área de proteção e conservação ambiental que abriga importantes espécies de fauna e flora costeiras.

Convenção Ramsar - A Convenção sobre Zonas Úmidas de Importância Internacional, conhecida como Convenção de Ramsar, é um tratado firmado por governos de diversos países que estabelece uma ação nacional e uma cooperação internacional para a conservação e uso racional das zonas úmidas mundiais e de seus recursos naturais.
Ocupando todas as regiões geográficas do planeta, atualmente a convenção é o único tratado ambiental global que trata de um ecossistema em particular, as zonas úmidas. Atualmente, são 159 países membros da Convenção, que possuem 1.885 sítios reconhecidos como de importância internacional para a proteção das áreas úmidas, totalizando cerca de 185 milhões de hectares. O Parque de Abrolhos é o 11º sítio Ramsar brasileiro e o primeiro na Bahia.

 

blue park ("parque azul")

No dia 03 de dezembro de 2020, o Parque Nacional Marinho dos Abrolhos recebeu o título de Blue Park ("Parque Azul"), em reconhecimento aos mais altos padrões científicos para proteção e gerenciamento da vida marinha.

O Prêmio Blue Park foi estabelecido pelo Instituto de Conservação Marinha (EUA), à fim de reconhecer os esforços excepcionais de nações, organizações sem fins lucrativos, gestores de MPA e partes interessadas locais para proteger de forma eficaz os ecossistemas marinhos agora e no futuro. O prêmio é concedido para reconhecer esses lugares surpreendentes e sua vibrante vida marinha.

Os prêmios Blue Park apoiam o progresso internacional em direção à meta 11 de Aichi da Convenção sobre Diversidade Biológica, Objetivo de Desenvolvimento Sustentável #14 da ONU, e o objetivo de longo prazo de proteger 30% do oceano até 2030.