Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Fauna Brasileira > Lista de Espécies Ameaçadas > Mamíferos - Lonchophylla dekeyseri Taddei, Vizotto & Sazima, 1983 - Morceguinho-do-cerrado
Início do conteúdo da página

Mamíferos - Lonchophylla dekeyseri Taddei, Vizotto & Sazima, 1983 - Morceguinho-do-cerrado

Classificação Taxonômica
Grupo
Classe:
Ordem:
Família:
Espécie:
Nome Vulgar:
Mamíferos
Mammalia
Chiroptera
Phyllostomidae
Lonchophylla dekeyseri Taddei, Vizotto & Sazima, 1983
Morceguinho-do-cerrado
Categoria de Ameaça
Categoria Validada:
Critério Validado:
Presença Lista Anterior:
EN
C2a(ii)
IN MMA 003/2003
Justificativa
Lonchophylla dekeyser está sendo considerada ameaçada por que o tamanho estimado de sua população é de menos de 2.500 indivíduos maduros, e é inferido, com os dados atuais, que a população seja estruturada na forma de pelo menos 95% de indivíduos maduros em uma subpopulação. A perda de habitat e fragmentação do Cerrado são ameaças severas que já impactaram negativamente a população de L.dekeyseri , havendo evidência de níveis muito baixos de diversidade genética dentro e entre suas subpopulações. Essa característica, somada ao controle de Desmodus rotundus , que provoca alta mortalidade das espécies que com ele partilham abrigo, são determinantes para o declínio de subpopulações.
Especialistas
Adarene Guimarães da Silva Motta – UERJ, Adriana Bocchiglieri – UFSE, Adriana Ruckert da Rosa - Centro de Controle de Zoonoses/SP, Adriano Lúcio Peracchi – UFRRJ, Alice Francener Nogueira Gonzaga – UFG, Ana Maria Rui – UFPEL, Angelika Bredt - SES/DF, Crasso Paulo Bosco Breviglieri – UNESP, Daniel Paulo de Souza Pires – UFRGS, Daniel Santana Lorenzo Raíces – ICMBio, Darwin Dias Fagundes - Instituto Sauver, Emmanuel Messias Vilar Gonçalves da Silva – UFPB, Enrico Bernard – UFPE, Fábio Angelo Melo Soares – UFSE, Fabrício Escarlate Tavares – UniCEUB, Fernando Marques Quintela – UFRGS, Flávia Sibele Foltran Fialho – ICMBio, Franciele Parreira Peixoto – UFG, Henrique Ortêncio Filho – UEM, Isaac Passos de Lima – UFRRJ, Isabel de Araujo Sbragia – UFES, Jorge Luiz do Nascimento – ICMBio, Júlio Ernesto Baumgarten – UESC, Larissa Pingret Mincaroni dos Santos - Instituto Sauver, Ludmilla Moura de Souza Aguiar – UnB, Luiz Augustinho Menezes da Silva – UFPE, Marcelo Aparecido Marques – UNIPAR, Marcelo de Moraes Weber – UFRJ, Marcelo Oscar Bordignon – UFMS, Marcelo Rodrigues Nogueira – UFRRJ, Marília Abero Sá de Barros – UFRN, Marlon Zortea – UFG, Marta Elena Fabian – UFRGS, Monik Oprea – UFG, Paloma Joana Albuquerque de Oliveira – UFPB, Paulo Estéfano Dineli Bobrowiec – INPA, Pollyana Patricio-Costa – UFPR, Rafael Sales Bandeira – UFS, Raymundo José de Sá-Neto – UESB, Ricardo Moratelli - National Museum of Natural History, EUA, Rita de Cássia Gimenes de Alcântara Rocha - CECAV/ICMBio, Rosane Vera Marques – UFRGS, Roseli Rodolfo da Silva – UFPE, Sandra Mara Milani Nishimura – UNIPAR, Shirley Seixas Pereira da Silva – IRV, Silvia Regina Ferreira – UEM, Stephen Ferrari – UFS, Susi Missel Pacheco - Instituto Sauver, Teone Pereira da Silva Filho – UFPE, Tiago Souto Martins Teixeira – ICMBio, Valéria da Cunha Tavares – UFMG, Wagner Andre Pedro – UNESP, Wilson Uieda – UNESP.
Referências
Aguiar, L. M. S.; Machado, B. R.; Ditchfield, A.; Zortéa, M.; Marinho-Filho, J. & Coelho, D. 2006. Plano de Ação para Conservação do Morceguinho-do-Cerrado no Brasil (Lonchophylla dekeyseri). Ministério do Maio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável. Brasília. 93 p.
Aguiar, L. M. S. & Zortéa, M. 2008. Composição de espécies de morcegos do Cerrado. In: Pacheco, S.; Fabián, M. & Esbérard, C. (orgs.). Morcegos do Brasil: biologia, ecologia e conservação. Editora Armazém Digital. Porto Alegre. 574 pp.
Aguiar, L. M. S.; Brito, D. & Machado, B. R. 2010. Do Current Vampire Bat (Desmodus rotundus) Population Control Practices Pose a Threat to Dekeyser s Nectar Bat s (Lonchophylla dekeyseri) Long-Term Persistence in the Cerrado? Acta Chiropterologica, 12(2): 275-282.
Bredt, A.; Uieda, W. & Magalhães, E. D. 1999. Morcegos cavernícolas da região do Distrito Federal, centro-oeste do Brasil (Mammalia, Chiroptera). Revista Brasileira de Zoologia, 16(3): 731-770.

Coelho, D. C. & Marinho-Filho, J. 2002. Diet and activity of Lonchophylla dekeyseri (Chiroptera: Phyllostomidae) in the Federal District, Brazil. Mammalia, 66: 319–330.
COPAM - Conselho Estadual da Política Ambiental. 2010. Lista de espécies ameaçadas de extinção da fauna do estado de Minas Gerais. Deliberação Normativa COPAM n° 147 de 30 de abril de 2010. Publicação no Diário Executivo de Minas Gerais 04/05/2010.
Coutinho, R. Z. 2007. Diversidade gênica populacional para Lonchophylla dekeyseri (Taddei, Vizotto & Sazima, 1983) (Mammalia, Chiroptera). Tese (Mestrado em Zoologia). Universidade Federal do Espírito Santo. Vitória. 41 pp.
Cunha, N. L.; Fischer, E. & Santos, C. F. 2011. Bat assemblage in savanna remnants of Sonora, central-western Brazil. Biota Neotropica, 11 (3).
Ésberard, C. E. L.; Motta, J. A. & Perigo, C. 2005. Morcegos cavernícolas da Área de Proteção Ambiental (APA) Nascentes do Rio Vermelho, Goiás. Revista Brasileira de Zoociências, 7(2): 285-296.
Gonçalves, E. & Gregorin, R. 2004. Quirópteros da Estação Ecológica da Serra das Araras, Mato Grosso, Brasil, com o primeiro registro de Artibeus gnomus e A. anderseni para o cerrado. Lundiana, 5(2):143-149, Instituto de Ciências Biológicas – UFMG.

Gregorin, R.; Gonçalves, E. A. C. C. & Carmignotto, A. P. 2011. Bats (Mammalia: Chiroptera) from Estação Ecológica Serra Geral do Tocantins. Biota Neotrop. 11(1).

Taddei,V. A.; Vizotto, L. D. & Sazima, I. 1983. Uma nova espécie de Lonchophylla do Brasil e chave para identificação das espécies do gênero (Chiroptera, Phyllostomidae). Ciência e Cultura, 35 (5): 625-629.
Willig, M. R.; Camilo, G. R. & Noble, S. J. 1993. Dietary Overlap in Frugivorous and Insectivorous Bats from Edaphic Cerrado Habitats of Brazil. Journal of Mammalogy, 74 (1): 117-128.

Registros de ocorrência obtidos na Coleção da Universidade Federal da Paraíba – números de tombo: 5183 a 5220 - morcegos L. dekeyseri coletados em Floriano, no Piauí, por equipe liderada pelo Dr. Alfredo Langutth.
Fim do conteúdo da página