Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Fauna Brasileira > Lista de Espécies Ameaçadas > Mamíferos - Natalus macrourus (Gervais, 1856) - Morcego
Início do conteúdo da página

Mamíferos - Natalus macrourus (Gervais, 1856) - Morcego

Classificação Taxonômica
Grupo
Classe:
Ordem:
Família:
Espécie:
Nome Vulgar:
Mamíferos
Mammalia
Chiroptera
Natalidae
Natalus macrourus (Gervais, 1856)
Morcego
Categoria de Ameaça
Categoria Validada:
Critério Validado:
Presença Lista Anterior:
VU
A3c
Justificativa
Natalus macrourus tem distribuição ampla no Brasil, porém possui uma associação restrita a ambientes cavernícolas, ocorrendo apenas esporadicamente. Mudanças recentes na legislação brasileira aumentaram a pressão sobre os ambientes cavernícolas, projetando uma perda e degradação expressiva destes habitats. Considerando o padrão de distribuição da espécie e sua necessidade de ambientes cavernícolas, somado à degradação das cavernas, principalmente por atividades relacionadas à mineração, projeta-se um declínio populacional da espécie no Brasil de pelo menos 30% nos próximos 10 anos (período maior do que 3 gerações). Portanto, N. macrourus foi classificada como Vulnerável (VU) segundo o critério A3c.
Especialistas
Adarene Guimarães da Silva Motta – UERJ, Adriana Bocchiglieri – UFSE, Adriana Ruckert da Rosa - Centro de Controle de Zoonoses/SP, Adriano Lúcio Peracchi – UFRRJ, Alice Francener Nogueira Gonzaga – UFG, Ana Maria Rui – UFPEL, Angelika Bredt - SES/DF, Crasso Paulo Bosco Breviglieri – UNESP, Daniel Paulo de Souza Pires – UFRGS, Daniel Santana Lorenzo Raíces – ICMBio, Darwin Dias Fagundes - Instituto Sauver, Emmanuel Messias Vilar Gonçalves da Silva – UFPB, Enrico Bernard – UFPE, Fábio Angelo Melo Soares – UFSE, Fabrício Escarlate Tavares – UniCEUB, Fernando Marques Quintela – UFRGS, Flávia Sibele Foltran Fialho – ICMBio, Franciele Parreira Peixoto – UFG, Henrique Ortêncio Filho – UEM, Isaac Passos de Lima – UFRRJ, Isabel de Araujo Sbragia – UFES, Jorge Luiz do Nascimento – ICMBio, Júlio Ernesto Baumgarten – UESC, Larissa Pingret Mincaroni dos Santos - Instituto Sauver, Ludmilla Moura de Souza Aguiar – UnB, Luiz Augustinho Menezes da Silva – UFPE, Marcelo Aparecido Marques – UNIPAR, Marcelo de Moraes Weber – UFRJ, Marcelo Oscar Bordignon – UFMS, Marcelo Rodrigues Nogueira – UFRRJ, Marília Abero Sá de Barros – UFRN, Marlon Zortea – UFG, Marta Elena Fabian – UFRGS, Monik Oprea – UFG, Paloma Joana Albuquerque de Oliveira – UFPB, Paulo Estéfano Dineli Bobrowiec – INPA, Pollyana Patricio-Costa – UFPR, Rafael Sales Bandeira – UFS, Raymundo José de Sá-Neto – UESB, Ricardo Moratelli - National Museum of Natural History, EUA, Rita de Cássia Gimenes de Alcântara Rocha - CECAV/ICMBio, Rosane Vera Marques – UFRGS, Roseli Rodolfo da Silva – UFPE, Sandra Mara Milani Nishimura – UNIPAR, Shirley Seixas Pereira da Silva – IRV, Silvia Regina Ferreira – UEM, Stephen Ferrari – UFS, Susi Missel Pacheco - Instituto Sauver, Teone Pereira da Silva Filho – UFPE, Tiago Souto Martins Teixeira – ICMBio, Valéria da Cunha Tavares – UFMG, Wagner Andre Pedro – UNESP, Wilson Uieda – UNESP.
Referências
Arnoni I. S. & Passos F. C. 2003. Levantamento da fauna de morcegos (Chiroptera, Mammalia) do Parque Natural Municipal das Grutas de Botuverá, Botuverá/SC. Anais XXVII Congresso Brasileiro de Espeleologia. Sociedade Brasileira de Espeleologia.
Bernard, E. et al. 2011. Compilação atualizada das espécies de morcegos (Chiroptera) para a Amazônia Brasileira. Biota Neotropical, 11(1).
Bergallo, H. G.; Rocha, C. F. D.; Alves, M. A. S.; Nansluys, M. (orgs.) . 2000. A fauna ameaçada de extinção do Estado do Rio de Janeiro. Editora Universidade do Estado do Rio de Janeiro. 166 p.
Bredt A.; Uieda W. & Magalhães E. D. 1999. Morcegos cavernícolas da região do Distrito Federal, centro-oeste do Brasil (Mammalia, Chiroptera). Revista Brasileira de Zoologia, 16(3): 731-770.
Bressan, M.; Kierulff, M. C. M & Sugieda, A. M. 2009. Fauna Ameaçada De Extinção No Estado De São Paulo: Vertebrados. Fundação Parque Zoológico de São Paulo: Secretaria do Meio Ambiente. São Paulo.
Esbérard C. E. L.; Motta J. A. & Perigo C. 2005. Morcegos cavernícolas da Área de Proteção Ambiental (APA) Nascente do Rio Vermelho, Goiás. Revista Brasileira de Zoociências, 7(2): 311-325.
Garbino, G.S.T. & Tejedor, A. 2013. Natalus macrourus (Gervais, 1856) (Chiroptera: Natalidae) is a senior synonym of Natalus espiritosantensis (Ruschi, 1951). Mammalia 2013; 77(2): 237–240

Gardner, A. L. 2007. Mammals of South America: marsupials, xenarthrans and bats. vol 1. 690p.
Gregorin, R. & Mendes, L.F. 1999. Sobre Quirópteros (Emballonuridae, Phyllostomidae, Natalidae) de duas cavernas da Chapada Diamantina, Bahia, Brasil. Iheringia, Série Zoológica, 86: 121- 124.
IUCN. 2008. The IUCN Red List of Threatened Species. http://www.iucnredlist.org. (Acesso em: 31/01/2012).
Nowak, R. M. 1991. Walker’s Mammals of the World. The Jonhns Hopkins University Press, Baltimore and London. fifth edition. vol I.
Oliveira, J. A. & Pessôa, L. M. 2005. Mamíferos da Chapada Diamantina, Bahia. In: Junca, F. A.; Funch, L. & Rocha, W. (orgs). Biodiversidade e Conservação da Chapada Diamantina. 1ºed. Brasília. Ministério do Meio Ambiente. 1: 1-411.
Paglia, A. P.; Fonseca, G. A. B.; Herrmann, G.; Aguiar, L. M. S.; Chiarello, A. G.; Leite, Y. L. R.; Costa, L. P.; Siciliano, S.; Kierulff, M. C. M.; Mendes, S. L.; Tavares, V. C.; Mittermeier, R. A. & Patton, J. L. 2011. Lista Anotada dos Mamíferos do Brasil 2° versão atualizada. In: Occasional Papers in Conservation Biology, no 6.
Peracchi, A. L.; Lima, I. P.; Reis, N. R. & Ortencio-Filho, H. 2011. Ordem Chiroptera. In: Reis, N. Peracchi, A. L.; Pedro, W. A. & Lima, I. P. Mamíferos do Brasil. 2° ed. Londrina. 439p.
Rodovalho S. R.; Knoechelman C. M.; Fechio A.; Silva L. A. M.; Ribeiro R. 2005. Levantamento da fauna cavernícola da caverna face leste de propriedade da Cimento Tocantis - Grupo VOTORANTIM S.A. no Distrito Federal. Anais do VII Congresso de Ecologia do Brasil.
Sbragia, I. A. & Cardoso, A. 2008. Quiropterofauna (Mammalia: Chiroptera) cavernícola da Chapada Diamantina, Bahia, Brasil. Chiroptera Neotropical, 14(1): 360-365.
Silva S. S. P.; Guedes P. G. & Peracchi A. L. 2001. Levantamento preliminar dos morcegos do Parque Nacional de Ubajara (Mammalia, Chiropera), Ceará, Brasil. Revista Brasileira de Zoologia, 18(1): 139-144.
Silva J. P. A.; Carvalho A. R. & Motta J. A. O. 2009. Fauna de morcegos (Mammalia, Chiroptera) em cavernas do bioma Cerrado na região de Indiara (Goiás). Zoociências, 11(3): 209-217.
Taddei, V. A. & Uieda, W. 2001. Distribution and Morphometrics of Natalus stramineus from South America (Chiroptera, Natalidae). Iheringia (Série Zoologia), 91: 123-132.
Tejedor, A. 2006. The type locality of Natalus stramineus (Chiroptera: Natalidae): implications for the taxonomy and biogeography of the genus Natalus. Acta Chiropterologica, 8(2): 361-380.
Tejedor, A.; Tavares, V. C. & Silva-Taboada, G. 2005. A revision of extant Greater Antillean bats of the genus Natalus (Chiroptera: Natalidae). Am. Mus. Novit., 3493: 1-22.
Trajano E. & Gnaspini-Netto P. 1991. Composição da fauna cavernícola brasileira, com uma análise preliminar da distribuição dos táxons. Revista Brasileira de Zoologia, 7(3): 383-407.
Trajano E. 1984. Ecologia de populações de morcegos cavernícolas em uma região cárstica do sudeste do Brasil. Revista Brasileira de Zoologia, 2(5): 255-320.
Referência mapa:
Taddei, V. A. & Uieda, W. 2001. Distribution and Morphometrics of Natalus stramineus from South America (Chiroptera, Natalidae). Iheringia (Série Zoologia), 91: 123-132.
Fim do conteúdo da página