Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Fauna Brasileira > Lista de Espécies Ameaçadas > Peixes - Carcharhinus porosus (Ranzani, 1839) - Cação-azeiteiro
Início do conteúdo da página

Peixes - Carcharhinus porosus (Ranzani, 1839) - Cação-azeiteiro

Classificação Taxonômica
Grupo
Classe:
Ordem:
Família:
Espécie:
Nome Vulgar:
Peixes
Elasmobranchii
Carcharhiniformes
Carcharhinidae
Carcharhinus porosus (Ranzani, 1839)
Cação-azeiteiro
Categoria de Ameaça
Categoria Validada:
Critério Validado:
Presença Lista Anterior:
CR
A4bd
Justificativa
Carcharhinus porosus encontra-se distribuído ao longo da costa brasileira do Amapá até o Rio Grande do Sul. A maior concentração populacional é na região norte. Nesta área, C. porosus faz parte da fauna acompanhante de redes de emalhe da pesca dirigida da cavala (Scomberomorus brasiliensis). Um declínio acentuado na sua abundância foi observado na costa do Maranhão quando se compararam as capturas a partir da década de 1980 com as atuais. Em 1990 a CPUE (captura por unidade de esforço) era de 2,87 kg/h de arrasto, tendo diminuído para 0,43 kg/h até 2004, o que representa um decréscimo de 85%. Até 2004 esta espécie era um dos elasmobrânquios mais abundantes nas pescarias de curral, linha e anzol, espinhel e malhadeiras. Hoje em dia, não se captura mais a espécie em curral, raramente em linha e anzol, e como fauna acompanhante nas outras pescarias, ainda é observada, mas em menor quantidade e com indivíduos de menor tamanho. Além disso, as áreas de ocorrência tornaram-se mais restritas, em regiões mais afastadas da costa. Os impactos da pesca industrial de arrasto de fundo e de parelha continuam ocorrendo. Dada a sua vulnerabilidade e à crescente pressão da pesca, suspeita-se que a tendência de declínio observada na região norte do Brasil deverá manter-se na maior parte da sua distribuição. Portanto, esta espécie é classificada como Criticamente em Perigo no Brasil, sob o critério A4bd. Recomenda-se a criação de áreas de proteção integral ao longo da costa norte com ênfase nas reentrâncias maranhenses e paraenses, incluindo, principalmente, as áreas de berçário.
Pesquisadores Participantes do Processo*

Alessandra Lonardoni – UEM, Ana Rita Onodera Palmeira – UFPB, Arturo Mora – IUCN, Carolus Maria Vooren – FURG, Cristiane Elfes - University of California, Santa Barbara, Domingos Garrone Neto – UNESP, Emanuel C. Ferreira – FURG, Fábio Hissa Vieira Hazin – UFRPE, Fernando Fernandes Mendonça – UNESP, Fernando Pedro Marinho Repinaldo Filho – ICMBio, Francisco M. Santana – UFRPE, Getúlio Rincon – UNIP, Guilherme Moro – UFPB, Jorge Eduardo Kotas - CEPSUL/ICMBio, Jules Soto – UNIVALI, Leandro Yokota – USP, Manoel Mateus Bueno Gonzalez - Núcleo de Pesquisa e Estudo em Chondrichthyes/UNISANTA, Maria Cristina Oddone – FURG, Maria Lúcia Góes de Araújo – UFRPR, Mônica Brick Peres – ICMBio, Patricia Charvet - SENAI/PR, Ricardo de Souza Rosa – UFPB, Roberta Aguiar dos Santos - CEPSUL/ICMBio, Rodrigo Risi Pereira Barreto – UFRPE, Rosângela Lessa – UFRPE, Santiago Monte alegre Quijano – FURG, Vicente Faria – UFC.

* São listados os nomes de todos os pesquisadores que participaram de qualquer etapa do processo de avaliação do estado de conservação da espécie (envio de informações e oficina de avaliação). A categoria foi determinada na oficina pela maioria dos participantes, seguindo rigorosamente o método utilizado, e posteriormente validada seguindo o método de análise de consistência.

Referências
Aguiar, J.B.S. 2003. Influência da cadeia trófica marinha na ocorrência e abundância de peixes de importância comercial. Dissertação de mestrado. Universidade Federal de Santa Catarina. 98 p.

Almeida, Z.S. 1998. Dinâmica populacional de elasmobrânquios na Costa do Maranhão. REVIZEE, Relatório final. Universidade Federal do Maranhão.

Arocha, F.; Arocha, O.; Marcano, L.A. 2002. Observed shark bycatch from the Venezuelan tuna and swordfish fishery from 1994 through 2000. Col.Vol.Sci.Pap. 54(4): 1123-1131.

Barletta, M. and Correa, M.F.M. 1989. Chondrofauna do complexo estuarino da baía de Paranaguá e adjacências, PR – Brasil. Levantamento e produtividade pesqueira. In: Summaries of the IV Meeting of the Work group on Fishes and Research of Sharks and Rays in Brazil, Tamandaré. p: 23. (in Portuguese).

Bressan, P.M.; Kierulff, M.C.M.; Sugieda, A.M. (Coordenação Geral). 2009. Fauna Ameaçada do Estado de São Paulo: Vertebrados. São Paulo: Fundação Parque Zoológico de São Paulo: Secretaria do Meio Ambiente.

Compagno, L., Dando, M. and Fowler, S.L. 2005. A field guide to the sharks of the world. Harper Collins Publishers Ltd., London.

Compagno, L.J.V. 1984. FAO species catalogue. Vol. 4. Sharks of the world. An annotated and illustrated catalogue of shark species known to date. FAO Fish. Synop. No. 125, vol. 4.

Domingo, A., Forselledo, R., Miller P., Passadore, C. 2008. Plan de accion nacional para la conservacion de los concrictios en lãs pesquerias Uruguayas. DINARA, Montevideu, Ministerio de Ganaderia, Agricultura y Pesca. 87 pp.

Elias, M.P.P. 2004. Diagnóstico da pesca de elasmobrânquios oriundos da costa norte brasileira e desembarcados nos portos da região Bragantina (Pará). In: IV Reunião SBEEL: A busca da sustentabilidade pesqueira de elasmobranquios no Brasil, 2004, recife. iv reunião da sbeel (Sociedade Brasileira para o Estudo de Elasmobrânquios), 2004. Recife-PE: Bagaço, v. v.únic. p. 66-67.

Furtado Junior, I.; Tavares, M.C.S.; Brito, C.S.F. 2003. Avaliação do potencial da produção de peixes e camarões, com rede-de-arrasto de fundo, na plataforma continental da região norte do Brasil (área de pesca do camarão-rosa). Boletim Técnico-Científico do CEPNOR, Belém, v. 3, n. 1, p. 147-161.

Furtado Junior, I.; Tavares, M.C.S.; Brito, C.S.F. 2003b. Avaliação do potencial de produção de peixes, com rede-de-arrasto de parelha, na plataforma continental da região norte do Brasil (área de pesca do camarão-rosa). Boletim Técnico-Científico do CEPNOR, Belém, v. 3, n. 1, p. 135-146.

Gadig, O.B.F. 2001. Tubarões da costa brasileira. Tese de doutorado. Universidade Estadual Paulista, Instituto de Biociências de Rio Claro. 343 p.

Godoy, E.A.S.; Almeida, T.C.M.; Zalmon, I.R. 2003. Fishes assemblages and environmental variables on an artificial reef north of Rio de Janeiro, Brazil. Journal of Marine Science. 59: 138-143.

Gonzales, M.M.B. 1995. Diversidade de elasmobrânquios do litoral de Cananéia, Estado de São Paulo. VII Encontro do grupo de trabalho sobre pesca e pesquisa de tubarões e raias no Brasil. Resumos. Rio Grande, RS. p. 35.

IBAMA. 1998. Portaria 121- N, Brasília, Diário Oficial da União, Secção 1, 24 de agosto de 1998.

Isaac, V. J. and Barthem, R.B. 1995. Os Recursos pesqueiros da Amazônia brasileira. PR-MCT/CNPq. Museu Paraense Emílio Goeldi, 339p.

Kotas, J.E.; Santos, S.; Azevedo, V.G. 1997. Relatório Anual Técnico-Científico. A pesca de emalhe no município de Ubatuba, litoral norte de São Paulo. Avaliação de Estoques de Elasmobrânquios.

Lessa, R., Almeida, Z., Santana, F.M., Siu, S. & Perez, M. 2006.Carcharhinus porosus. In: IUCN 2011. IUCN Red List of Threatened Species. Version 2011.2. . Downloadedon 20 March 2012.

Lessa, R. 1986a. Contribuição ao conhecimento da Biologia de Carcharhinus porosus Ranzani, 1839 das Reentrâncias Maranhenses. Acta Amazônica. Manaus. 16/17: 73–86.

Lessa, R. 1986b. Levantamento faunístico dos elasmobrânquios do litoral ocidental do Estado do maranhão, Brasil. Bol. Lab. Hidrobiol., São Luis 7:27–42

Lessa, R. and Almeida, Z. 1997. Analysis of stomach contents of the smalltail shark Carcharhinus porosus from northern Brazil. Cybium 21(2): 123-133.

Lessa, R. and Menni, R. 1994. The chondricthyan Community off Maranhão (Northeastern Brazil). In: Proceedings of the Fourth Indo-Pacific Fish Conference, Systematics and Evolution of Indo-Pacific Fishes. pp:138–172. Bangkok, Thailand.

Lessa, R.; Santana, F.M. 1998. Age determination and growth of the smalltail shark Carcharhinus porosus, from northern Brazil. Marine and Freshwater Research. 49: 705–711.

Lessa, R.; Santana, F.M. 2002. Análise demográfica do tubarão junteiro (Carcharhinus porosus) na Região Norte do Brasil. In: III ReuniÃo da Sociedade Brasileira para o estudo de Elasmobranquios - SBEEL, 2002, João Pessoa. Livro de Resumos da III Reunião da SBEEL, v. unico. p. 56-56.

Lessa, R.P. 1997. Sinopse dos estudos sobre elasmobrânquios da costa do Maranhão. Boletim do Laboratório de Hidrobiologia, São Luis 10:19-36.

Lessa R., Santana, F., Menni, R. and Almeida Z. 1999. Population structure and reproductive biology of the smalltail shark (Carcharhinus porosus) off Maranhão, Brazil. Marine and Freshwater Research 50: 383–388.

Mikich, S.B. & R.S. Bérnils. 2004. Livro Vermelho da Fauna Ameaçada no Estado do Paraná.
Disponível em: http://www.pr.gov.br/iap Acessado em: 19 mar 2012

Ministério do Meio Ambiente – MMA, 2004. Instrução Normatica 05, Gabinete da Ministra, 21 de Maio de 2004, Diário Oficial da União, Seção 1. pg. 136-142.

Morais, L.C. 2004. Biologia de elasmobrânquios da costa norte do Brasil. Monografia de Conclusão de Curso de Graduação em Oceanografia. UFPA, 58 p.

Passamani, M.; Mendes, S.L. (Orgs.). 2007. Espécies da fauna ameaçadas de extinção no Estado do Espírito Santo. Vitória: Instituto de Pesquisas da Mata Atlântica. 140 p.

Santana da Silva, F.M. 2001. Taxas de Crescimento Populacional Intrínseco de Tubarões: Uma contribuição para o plano de manejo de Elasmobranquios no Brasil. Dissertação de Mestrado em Oceanografia, Universidade Federal de Pernambuco.

SEMA – PA (Secretaria de Estado de Meio Ambiente do Governo do Pará). 2007. Resolução nº 054/2007 (Homologa a lista de espécies da flora e da fauna ameaçadas no Estado do Pará). Disponível em: http://www.sema.pa.gov.br/interna.php?idconteudocoluna=2283 Acesso em: 19 mar 2012

Stride, R.K, Silva V.B. and Raposo, L.A.B. 1992. Pesca Experimental de Tubarão com redes de emalhar no litoral maranhense. Governo do Estado do Maranhão.

Tavares, M.C.S.; Furtado Junior, I.; Souza, R.A.L.; Brito, C.S.F. 2005. A pesca de curral no estado do Pará. Boletim Técnico-Científico do CEPNOR, v. 5, p. 115-139.

Vooren, C. M. 1997. Demersal Elasmobranchs. Subtropical Convergence Environments: the coast and sea in the southwestern Atlantic. (Eds. Seeliger, U.; Odebrecht, C.; Castello, J. P.). Rio Grande, RS.
Fim do conteúdo da página