Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Pesquisa > Projetos Apoiados > Projetos Apoiados em 2010 > Distribuição e abundância de espécies da herpetofauna: subsídios para o monitoramento da biodiversidade
Início do conteúdo da página

Distribuição e abundância de espécies da herpetofauna: subsídios para o monitoramento da biodiversidade

fotoAno: 2010

Resumo:  O Parque Nacional Nascentes do Lago Jari- PNNJ foi criado pelo Decreto Presidencial s/n° de 08 de maio de 2008, com uma área de 812.141 ha no interflúvio Purus- Madeira, que é considerado de alta prioridade para conservação (Portaria MMA n.9 de 23/01/2007). Além de objetivar preservar esta importante amostra de ecossistema, visa também deter os impactos negativos na biodiversidade que possam a vir ocorrer com a repavimentação da rodovia BR-319, que faz sua divisa na face leste. Em suas outras faces a unidade faz divisa com Unidades de Conservação federais, estaduais, terras indígenas e projetos de assentamento do INCRA. No seu limite sudoeste faz divisa com o Projeto de Desenvolvimento Sustentável Samaúma (PDS Samaúma/ INCRA), e possui uma área sobreposta a este, de aproximadamente 2.400 (dois mil e quatrocentos) hectares de extensão.

Apesar do conhecimento da alta relevância biológica desta área e dos possíveis impactos negativos a que futuramente estará sujeita, esta ainda apresenta uma lacuna no conhecimento de espécies. Historicamente os anfíbios e répteis apresentam-se, entre os grupos zoológicos, com maiores defasagens de estudos ecológicos e de história natural. Ao mesmo tempo, são importantes indicadores da qualidade do ambiente.

Esse estudo tem o objetivo de ser o passo inicial para o monitoramento da área contígua ao assentamento PDS Samaúma. Uma primeira etapa foi realizada em agosto 2010, na estação seca, e a outra etapa será realizada na estação cheia, possivelmente em abril de 2011.

Na expedição realizada, foram encontradas na bacia do igarapé Jacinto 57 espécies, sendo 26 anuras, 15 lagartos, 12 serpentes, dois jacarés e duas tartarugas. As amostragens foram feitas nos diferentes ambientes que constituem a paisagem, igarapés, igapós e em trilhas na terra firme, próximos a ocupação humana e distantes.

Os dados coletados de riqueza, abundância e distribuição de espécies é o marco zero para visualização de possíveis influências que o Projeto de Desenvolvimento Sustentável (PDS) Samaúma, do INCRA, irá causar na biodiversidade do Parque, podendo ser tomadas decisões e ações a partir do monitoramento dessas espécies.

Responsável pelo ProjetoUnidade
Luiz Henrique Condrati
luiz.condrati@icmbio.gov.br
Parque Nacional Nascentes do Lago Jari
Fim do conteúdo da página