Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Pesquisa > Projetos Apoiados > Projetos Apoiados em 2011 > Elaboração de protocolo para monitoramento de populações de jacaré-de-papo-amarelo
Início do conteúdo da página

Elaboração de protocolo para monitoramento de populações de jacaré-de-papo-amarelo

fotoAno: 2011

Resumo: O PARNA Grande Sertão Veredas (MG e BA), localizado na bacia do rio São Francisco, abriga duas espécies de jacarés: o jacaré-de-papo-amarelo (Caiman latirostris) e o jacaré-coroa (Paleosuchus palpebrosus). Estudos sobre a distribuição, biologia populacional e estado de conservação das duas espécies são considerados prioritários segundo a IUCN. Diante disso, este projeto teve como objetivo elaborar e testar um protocolo de monitoramento de populações das duas espécies em locais selecionados do PNGSV.

Duas áreas de estudo foram selecionadas (uma para cada espécie), e em cada uma delas foram conduzidas duas campanhas de amostragem ao longo de 2011. O jacaré-de-papo-amarelo foi amostrado pelo método de focagem noturna em 40 lagoas marginais situadas na região de confluência dos rios Preto e Carinhanha, e o jacaré-coroa foi amostrado durante duas campanhas de captura com 35 armadilhas de laço, distribuídas sistematicamente ao longo de um trecho de 3,5 km do riacho Santa Rita.

No total, foram encontrados 26 jacarés-de-papo-amarelo, dos quais dez foram capturados e um foi recapturado. Apenas um indivíduo era adulto (um macho), e todos os outros eram filhotes ou juvenis. O número de lagoas com jacarés variou de 1 a 6 entre as campanhas, indicando uma baixa taxa de ocupação de habitat e uma baixa densidade populacional.

Foram obtidas sete capturas de jacaré-coroa, representando cinco indivíduos adultos diferentes (três machos e duas fêmeas). Os dados não foram suficientes para estimar a densidade populacional, no entanto, os dados combinados de 2010 e 2011 indicam que pelo menos sete indivíduos adultos utilizam o trecho selecionado de 3,5 km de riacho, resultando numa densidade de quase dois indivíduos por km de riacho.

O objetivo inicial do projeto era obter uma estimativa do tamanho da população de cada espécie, para servir de base para um futuro programa de monitoramento. Infelizmente, isso não foi possível devido à baixa taxa de encontro de jacarés em todas as campanhas. Ainda assim, um protocolo de monitoramento poderia ser implementado, sem a necessidade de se estimar o tamanho ou densidade da população. Neste caso, as populações poderiam ser monitoradas por meio de índices, tais como a taxa de encontro de indivíduos corrigida pelo esforço amostral, ou taxa de ocupação do habitat disponível.

Responsável pelo ProjetoUnidade
Elildo Alves Ribeiro de Carvalho Júnior
elildo.carvalho-junior@icmbio.gov.br
Parque Nacional Grande Sertão Veredas
Fim do conteúdo da página