Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Pesquisa > Projetos Apoiados > Projetos Apoiados em 2012 > Anurofauna e squamata do Parna Saint Hilaire/Lange
Início do conteúdo da página

Anurofauna e squamata do Parna Saint Hilaire/Lange

Anuros e squamataAno: 2012

Resumo: Durante as expedições de campo a equipe conseguiu o registro de 30 espécies de anfíbios anuros, sendo a maioria pertencente à família Hylidae - 14 espécies, seguido de Leptodactylidae - 07 espécies, Bufonidae - 05 espécies, Leiuperidae - 03 espécies e Hemiphractidae - 01 espécie. Para os squamata foram registradas 18 espécies de 12 gêneros de serpentes e 05 espécies de lacertídeos.

Não houve diferença significativa nos valores de riqueza entre os pontos amostrais. A espécie mais mais amplamente distribuída foi Rhinella abei, encontrada relativa alta taxa de abundância em todos os pontos amostrais.

Phyllomedusa distincta e Dendropsophus microps foram encontradas somente na comunidade Parati. Itapotihyla lagnsdorffii foi encontrada somente no Miranda. Rhinella aff. granulosa foi encontrada somente na piscicultura Niterói. Dendrophryniscus aff. brevipollicatus foi encontrado somente na trilha para o salto do Tigre. A grande maioria das espécies de serpentes foi encontrada morta por atropelamento durante a realização do transecto em veículo. Nenhum indivíduo foi registrado através do método de abrigos artificiais.

Pode-se afirmar que a riqueza de espécies de anfíbios encontrada no presente estudo é expressiva, pois apesar de um relativo baixo esforço amostral em buscas ativas e a não amostragem de áreas de maior altitude, a riqueza foi maior do que a encontrada em áreas protegidas de outros estados, como o Parque Municipal de Grumari-RJ com 22 espécies (Rocha et al., 2012) e Parque Estadual do Cunhambebe-RJ com 28 espécies (Araujo et al., 2012).

Um trabalho de sistemática ainda necessita ser realizado junto às coleções científicas para identificação correta de Dendrophryniscus aff. brevipollicatus e Rhinella aff. granulosa, mas esses registros podem indicar uma ampliação de distribuição geográfica, descrição de espécies novas ou, especificamente para o caso de Rhinella aff. granulosa o início de pesquisa sobre espécie exótica. A relação entre o esforço amostral e o número de espécies de anfíbios registradas indica que o inventário básico está satisfatório e a realização de pesquisas aplicadas já é suficiente para novos registros.

Responsável pelo ProjetoUnidade
Leoncio Pedrosa Lima
leoncio.lima@icmbio.gov.br
Parna Saint-Hilaire/Lange
Fim do conteúdo da página