Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Geral > Rebio Gurupi realiza oficina de educação ambiental
Início do conteúdo da página

Rebio Gurupi realiza oficina de educação ambiental

Publicado: Terça, 24 de Setembro de 2019, 10h08
Evento, que aconteceu em Santa Inês no Maranhão, contou com a parceria das prefeituras e Terras Indígenas do entorno da unidade.
oficinafinal
Evento reuniu 33 pessoas como conselheiros, secretários de meio ambiente, educação, finanças e infraestrutura, professores, diretores das escolas, indígenas e monitores da biodiversidade. (Foto: Acervo/ICMBio)

A Rebio (Reserva Biológica) Gurupi promoveu a Oficina de Educação Ambiental neste mês na cidade de Santa Inês, no Maranhão. O encontro, realizado em parceria com as prefeituras de Centro Novo do Maranhão, São João do Carú, Bom Jardim e Açailândia, além de indígenas das Terras Indígenas que formam o Mosaico Gurupi, debateu temáticas como: áreas protegidas, queimadas, resíduos sólidos e poluição dos rios e mananciais.

O evento reuniu 33 pessoas como conselheiros, secretários de meio ambiente, educação, finanças e infraestrutura, professores, diretores das escolas, indígenas das Terras Indígenas Pindaré e Alto Turiaçu, representantes Instituto Sociedade, População e Natureza (ISPN) e monitores da biodiversidade.

A Oficina faz parte da segunda etapa do projeto de elaboração do Plano de Educação Ambiental, que iniciou as atividades no mês de junho. Após um ciclo de reuniões com as prefeituras que fazem parte do projeto, foram levantadas as principais demandas dos municípios em relação à educação ambiental e traçados os encaminhamentos para que a Rebio Gurupi seja inserida nas discussões em sala de aula nas escolas. Com isso, cada município escolheu uma escola piloto para que as atividades sejam executadas e avaliadas para ampliação do Plano e posterior criação do Programa de Educação Ambiental da Rebio, explica Luciana Freitas, técnica ambiental da unidade.

Na abertura do evento, Evane Lisboa, chefe da Rebio Gurupi, falou sobre a unidade explicando suas potencialidades e a importância da unidade para o equilíbrio ecológico e preservação da biodiversidade da região. Segundo ela, os objetivos específicos da área são preservar os ecossistemas de Floresta Tropical Úmida e proteger a Serra da Desordem e a Serra do Tiracambu, onde abrigam extensa área de Floresta Tropical Úmida com milhares de espécies vegetais. Portanto, a unidade é uma área de altíssima biodiversidade, necessitando de uma gestão mais ampla envolvendo vários setores da sociedade de forma mais participativa.

Luís Pereira, secretário executivo do Mosaico Gurupi pelo ISPN, explicou sobre a importância das Terras Indígenas, da necessidade do reconhecimento dos povos indígenas e do trabalho em parceria para a proteção e valorização da região pela sociedade. Para ele, a Oficina representou um marco para a abertura de diálogo e aproximação com os municípios vizinhos e as Terras Indígenas (TI). Jamoi Kaapor apresentou o trabalho de proteção realizado pelos Guardiões da Floresta na TI Alto Turiaçu.

As próximas etapas envolvem a inclusão de palestras sobre a Rebio Gurupi nas semanas pedagógicas das escolas piloto, apoio na elaboração dos planos pedagógicos com a inclusão da temática da Preservação da Rebio e Terras Indígenas, finalização do Plano de Educação Ambiental com as discussões e sugestões colhidas durante a oficina e a implementação das ações nas escolas.




Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) relacionados

4 Educação 150

Comunicação ICMBio
(61) 2028 9280
registrado em: ,
Fim do conteúdo da página