Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Geral > Turistas avistam espécies marinhas raras em Abrolhos
Início do conteúdo da página

Turistas avistam espécies marinhas raras em Abrolhos

Publicado: Segunda, 25 de Novembro de 2019, 15h44
Turistas e condutores de mergulho foram presenteados com a visita de duas espécies que raramente aparecem no Arquipélago: o tubarão-baleia e a arraia-manta.

tubaraobaleia Rafael Depes
Tubarão-baleia é um gigante dos oceanos e é considerado o maior peixe vivo. (Foto: Rafael Depes)

Localizado no sul da Bahia, o Parque Nacional Marinho de Abrolhos é conhecido mundialmente por ser protetor de algumas das espécies marinhas mais fascinantes dos oceanos, em especial da baleia jubarte (Megaptera novaeagliae), que usa o local como berçário da espécie. A observação de mamíferos marinhos é uma das atividades mais procuradas pelos visitantes entre junho e outubro.

No dia 16, quem visitou a unidade de conservação foi recebido com duas surpresas. Em meio ao monitoramento e atividades de mergulho recreativo, turistas e condutores de mergulho foram presenteados pela visita de duas espécies que raramente aparecem no Arquipélago: o tubarão-baleia (Rhincodon typus) e a arraia-manta (Manta bioristris). O tubarão-baleia foi visto no ponto de mergulho Chapeirão Faca Cega. Já a arraia-manta foi vista no dia seguinte, próxima ao naufrágio da embarcação Santa Catharina, um famoso ponto de mergulho. Como estavam relativamente próximos aos turistas, eles foram fotografados e filmados, deslumbrando os visitantes.

SOBRE AS ESPÉCIES
Como o nome sugere, o tubarão-baleia é um gigante dos oceanos e é considerado o maior peixe vivo. Ele pode passar mais de cinco metros de comprimento, sendo que o maior indivíduo já registrado da espécie tinha 12,65 m e cerca de 21,5 toneladas. Ele nada em águas abertas tropicais. Uma curiosidade do peixe é que ele é conhecido por sua enorme boca, mas se alimenta por meio de filtração. Sua base alimentar vem quase que exclusivamente de plâncton. De acordo com o Livro Vermelho da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção, o tubarão-baleia é classificado como Vulnerável.

A arraia-manta é a maior espécie atual de raias, podendo atingir sete metros de envergadura e pesar até 2 toneladas. Vive em regiões tropicais e subtropicais, especialmente perto de recifes de coral. Assim como o tubarão-baleia, também se alimenta basicamente de plâncton e pequenos peixes filtrados. Também foi classificada como Vulnerável em relação a riscos de extinção.

Comunicação ICMBio
(61) 2028-9280
registrado em: ,
Fim do conteúdo da página