Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Geral > Aberta consulta para avaliar risco de extinção dos porífera
Início do conteúdo da página

Aberta consulta para avaliar risco de extinção dos porífera

Publicado: Segunda, 31 de Agosto de 2020, 16h27
Pesquisadores e especialistas podem contribuir até o dia 5 de outubro através do SALVE.
Iara Sommer sub2
Consulta pública Pesquisadores e especialistas podem contribuir até o dia 5 de outubro. (Foto: Iara Sommer)

O Centro Nacional de Pesquisa e Conservação da Biodiversidade Marinha do Nordeste (Cepene) abre consulta pública para avaliar o estado de conservação de 404 espécies de Porifera, esponjas que são organismos bentônicos sésseis aquáticos filtradores associados a ambientes marinhos, estuarinos ou água-doce. Seus corpos, em formatos tubulares, incrustantes, esféricos e arborescentes são repletos de poros, daí o nome Porifera e exibem diferentes colorações, do branco, preto, azul, roxo ao vermelho vivo.

Os pesquisadores e especialistas poderão colaborar com informações sobre as espécies por meio do Sistema de Avaliação do Estado de Conservação da Biodiversidade (SALVE). A consulta ampla vai até o dia 5 de outubro. Os créditos serão dados ao longo do processo de avaliação e na publicação das fichas a todos os colaboradores.

O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) é responsável pelo Processo de Avaliação do Estado de Conservação da Fauna Brasileira, cujos resultados subsidiam o Ministério do Meio Ambiente (MMA) na publicação da Lista Nacional Oficial de Espécies Ameaçadas de Extinção.

As esponjas enriquecem nossos oceanos e rios com suas cores, graças a inúmeras propriedades biológicas associadas aos seus corpos. Servem de abrigo e alimento para outras espécies, como camarões, moluscos, tartarugas e peixes. Possuem um enorme valor para ciência evolutiva, visto que são os primeiros organismos com organização multicelular que surgiram a aproximadamente um bilhão de anos atrás. Têm um elevado potencial farmacológico, pois delas são extraídos importantes compostos antivirais, antibióticos e antitumorais, além de servirem de base para engenharias, como biomateriais espiculares modelos na produção de fibra ótica.

Comunicação ICMBio
(61) 2028-9280
registrado em: ,
Fim do conteúdo da página