Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Geral > Chapada dos Veadeiros credencia condutores de visitantes
Início do conteúdo da página

Chapada dos Veadeiros credencia condutores de visitantes

Publicado: Quarta, 09 de Setembro de 2020, 07h02
Unidade de conservação é um dos parques federais mais visitados.

chapada
Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros. (Foto: Fernando Tatagiba/ICMBio)

O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) abre edital para credenciamento de pessoas físicas interessadas em realizar serviço de condutor de visitantes do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros. Para isso, o interessado precisa se cadastrar e apresentar uma relação de documentos, veja o edital aqui.

Entende-se por condutor de visitantes a pessoa física autorizada pelo ICMBio a atuar na condução de visitantes na unidade de conservação, desenvolvendo atividades informativas e interpretativas sobre o ambiente natural e cultural visitado, além de contribuir para o monitoramento dos impactos nas áreas de visitação.

O Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros foi criado em 11 de janeiro de 1961, possui uma área de aproximadamente 240.611 hectares e está localizado no estado de Goiás, nos municípios de Alto Paraíso de Goiás, Cavalcante, Nova Roma, Teresina de Goiás e São João D’Aliança. As atividades de visitação praticadas hoje no Parque são: caminhada em trilhas, travessia, banho em rios, poços e cachoeiras, contemplação da paisagem, observação de flora e fauna, acampamento e escalada.

O Parque tem os títulos de Patrimônio Mundial Natural e de zona núcleo da Reserva da Biosfera do Cerrado, ambos concedidos pela Organização das Nações Unidas para a educação, a ciência e a cultura - UNESCO, em virtude de sua importância para a conservação da biodiversidade, pois é um dos três principais centros de endemismo do Cerrado. Além de abrigar excepcionais bens naturais, como rios, cachoeiras, cânions e mirantes, a Chapada dos Veadeiros abriga manifestações culturais diversificadas e com importância histórica, tendo sido uma região de garimpo de quartzo até meados da década de 80 do século passado.


Comunicação ICMBio
(61) 2028-9280
registrado em: ,
Fim do conteúdo da página