Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Geral > Flona Açungui estuda sistema agroflorestal
Início do conteúdo da página

Flona Açungui estuda sistema agroflorestal

Publicado: Quinta, 20 de Setembro de 2012, 22h18

UC no Paraná inaugura unidade de pesquisa na área

fotounidadeagroflorestalflonaaçungui1Brasília (20/09/2012) – A Floresta Nacional (Flona) Açungui acaba de implantar uma unidade de pesquisa agroflorestal. O objetivo é estimular atividades de capacitação e pesquisa em sistemas agroflorestais na região de influência da unidade de conservação do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), que compreende o Alto Vale do Rio Ribeira, no Paraná.

A implantação da unidade de pesquisa estava prevista no “Projeto Agroflorestar: Co-operando com a Natureza”, coordenado pela Coooperafloresta, associação que conta hoje com mais de cem famílias praticando agrofloresta na região de Barra do Turvo (SP) e Adrianópolis (PR).

O projeto é apoiado pelo Programa Petrobras Ambiental do qual a Flona Açungui é parceira desde o início de 2011, em conjunto com a Base Sul do Centro Nacional de Populações Tradicionais (CNPT), do ICMBio. No projeto, a equipe da floresta é responsável pelo desenvolvimento de ações de pesquisa de diversidade, estrutura florestal e dinâmica do carbono nas agroflorestas, desenvolvidas há mais de 15 anos pelos agricultores da associação.

Os resultados das pesquisas realizadas até agora indicam que as agroflorestas, implantadas em áreas de 0,3 hectares a 2,0 hectares, apresentam em geral mais de 50 espécies arbustivas e arbóreas, sendo a maioria de ocorrência natural na Mata Atlântica. Em elevada densidade e sob um manejo intensivo de poda, resulta em um incremento anual de mais de 6 toneladas de carbono por hectare.

Paralelamente, a partir da experiência agroflorestal, as famílias agricultoras, em geral quilombolas, ampliaram em 251 % sua renda, em média. Assim, as agroflorestas representam uma alternativa produtiva de grande importância, especialmente considerando o cenário das mudanças climáticas, associando aumento de renda, fixação de carbono e promoção da biodiversidade em um mesmo espaço.

Com a implantação da unidade de pesquisa agroflorestal na Flona Açungui, será possível realizar ações de pesquisa e capacitação com agricultores, técnicos, professores e demais interessados, no Alto Vale do Ribeira.

Esse trabalho será desenvolvido em parceria entre alunos e professores do curso de Gestão Ambiental da Faculdade Evangélica do Paraná, filhos de agricultores agroflorestais (alunos da Escolinha Agroflorestal da Cooperafloresta) e servidores da Flona Açungui que também são responsáveis pela implantação da unidade de pesquisa.

Comunicação ICMBio
(61) 3341-9280

Fim do conteúdo da página