Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Destaques > Gestão integrada Cipó-Pedreira garante bons resultados
Início do conteúdo da página

Gestão integrada Cipó-Pedreira garante bons resultados

Publicado: Sábado, 11 de Abril de 2015, 09h31

Equipes das duas UCs foram mudando suas práxis agindo de forma integrada

Equipes das duas UCs foram mudando suas práxis no dia a dia de forma integrada

© Todos os direitos reservados. Foto: Katia Torres e Acervo ICMBio

Lorene Lima
lorene.cunha@icmbio.gov.br

Brasília (11/04/2015) – Mudança envolve rupturas. E 'o fazer' diferente envolve bom planejamento. Foi dessa forma que as equipes do Parque Nacional (Parna) da Serra do Cipó e da Área de Proteção Ambiental (APA) do Morro da Pedreira, Unidades de Conservação (UCs) administradas pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) em Minas Gerais, passaram a agir – seguindo o modelo de Gestão Integrada a qual denominaram 'Cipó-Pedreira'. O foco foi melhorar a administração e motivar as equipes, que juntas respondem pela conservação de uma das mais importantes serras brasileiras - a Serra do Cipó (MG).

Conheça outras Práticas Inovadoras na Gestão de Áreas Protegidas

"Para que o modelo fosse mudado era preciso trabalhar com as pessoas e foi um momento muito difícil, já que elas tiveram que sair de sua zona de conforto. Os profissionais continuaram avançando e pudemos sentir a equipe mudando no dia a dia, sobretudo na vontade de querer avançar", explica Rossana Santana, uma das analistas ambientais que atuaram na implementação da gestão integrada e para quem o processo de mudança não foi uma tarefa fácil.

Tal modelo gerencial influenciou muito no modo em que os trabalhos passaram a ser executados, atendendo principalmente aos princípios de eficiência e eficácia da gestão, sem que fossem deixados de lado os demais princípios constitucionais da administração pública.

A Área de Proteção Ambiental do Morro da Pedreira funciona como uma zona de amortecimento do Parque Nacional da Serra do Cipó, filtrando qualquer impacto negativo que possa atingi-lo. Romina Belloni, chefe da APA do Morro da Pedreira explica que antes do atual modelo de gestão, havia um prejuízo no alcance dos resultados esperados para as duas UCs. "Havia duplicação de ações, muitas vezes sobrepostas e complementares, desperdiçando assim recursos humanos e financeiros", frisa Romina.

A gestão integrada foi firmada por meio de um acordo entre as duas Unidades de Conservação. Os conselhos consultivos de ambas também passaram a trabalhar de forma integrada, o que segundo a chefe da APA Morro da Pedreira reforça a importância do trabalho conjunto para o alcance de objetivos e resultados esperados pela sociedade.

O chefe do Parque Nacional da Serra do Cipó, Flávio Cerezo, explica que as ações passaram a ser planejadas entre as duas UCs e com os conselhos gestores, direcionando a gestão por meio de ações que tinham prioridade. "A integração permitiu um planejamento orientado em resultados, respeitando visão e missão das Unidades, além de melhorar a atuação do ICMBio na sociedade, devido a sua organização e transparência na gestão", reitera Flávio.

A parceria passou a ser pensada em 2011, a partir da elaboração do planejamento operacional de forma integrada, que organizou os processos administrativos nas duas áreas protegidas. No ano seguinte, o planejamento foi colocado em prática e em 2013 as áreas administrativas das duas Unidades passou a trabalhar de forma conjunta. As equipes participaram de um ciclo de formação, por meio do qual puderam estudar sobre gestão de resultados.

Saiba mais sobre o Parque Nacional da Serra do Cipó.

Saiba mais sobre a Área de Proteção Ambiental do Morro da Pedreira.

Comunicação ICMBio
(61) 2028-9280
registrado em: ,
Fim do conteúdo da página