Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Destaques > Arvoredo promove oficina sobre importância das UCs
Início do conteúdo da página

Arvoredo promove oficina sobre importância das UCs

Publicado: Terça, 09 de Junho de 2015, 11h35

Atividade integra Programa de Educação e Interpretação Ambiental

Atividade integra Programa de Educação e Interpretação Ambiental

 © Todos os direitos reservados. Foto: Mario Pereira

Brasília (09/06/2015) - A Reserva Biológica (Rebio) Marinha do Arvoredo – Unidade de Conservação administrada pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) localizada em Santa Catarina – realizou, em parceria com o Projeto Uçá e o Departamento de Educação Ambiental da Fundação de Amparo ao Meio Ambiente de Bombinhas (FAMAB), a oficina "Levando as Unidades de Conservação (UCs) Marinho Costeiras para a Sala de Aula - Enfoque na Rebio Marinha do Arvoredo". O evento, promovido no final de maio, teve como objetivo discutir temas que norteiam as UCs da região.

A oficina está inserida em um dos objetivos do Programa de Educação e Interpretação Ambiental. A Rebio do Arvoredo aprovou seu Programa de Educação e Interpretação Ambiental em 2014 e sua implementação está sendo iniciada.

Para o chefe da Rebio do Arvoredo, Ricardo Castelli, as atividades realizadas demonstraram a lacuna existente no diálogo entre a Unidade de Conservação e a comunidade local, o que segundo ele, já começou a ser sanado.

Castelli afirmou que os resultados obtidos foram bastante satisfatórios. "O retorno que obtivemos foi fantástico. Implantar o Programa de Educação e Interpretação Ambiental da Rebio tem sido uma experiência extremamente gratificante para toda nossa equipe", destacou o chefe da Rebio do Arvoredo, Castelli.

Professores das redes de ensino municipal e estadual e técnicos da FAMAB participaram da programação. A equipe do Projeto Uçá fez parte da organização da oficina e coordenou as atividades do World Café, promovido com as palestras "O que sabemos sobre as UCs da região" e "As Unidades de Conservação e os Parâmetros Curriculares Nacionais: do discurso à ação".

O evento contou ainda com a participação do professor da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Sérgio Floeter. Segundo a oceanógrafa do Projeto, Andresse Gnoatto, o evento foi uma metodologia importante para a construção coletiva de saberes.

"Na oficina trabalhamos sobre as UCs de Bombinhas. Além da Rebio do Arvoredo, abordamos os Parques Municipais da Galheta e do Morro dos Macacos, a Área de Relevante Interesse Ecológico da Costeira de Zimbros e Reserva Particular de Patrimônio Natural (RPPN) Morro dos Zimbros. Houve grande envolvimento e ficamos muito satisfeitos com os produtos dos grupos", frisou Gnoatto.

Comunicação ICMBio
(61) 2028-9280

 

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página