Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Destaques > Proposta de Reserva da Biosfera Marinha
Início do conteúdo da página

Proposta de Reserva da Biosfera Marinha

Publicado: Sexta, 12 de Junho de 2015, 17h49

Parque Nacional Marinho dos Abrolhos participou do lançamento

Parque Nacional Marinho dos Abrolhos participou do lançamento

© Todos os direitos reservados. Foto: Marcello Lourenço

Brasília (12/06/2015) - O Parque Nacional Marinho dos Abrolhos (BA) participou, entre 27 e 30 de maio, da "Semana da Mata Atlântica", cujo tema foi "Biodiversidade e Mudança do Clima na Mata Atlântica". Na oportunidade, foi discutida a proposta de criação da primeira Reserva da Biosfera Marinha Brasileira.

A programação contou com o lançamento de um documento que tem por objetivo embasar o processo de discussão na elaboração da proposta da primeira Reserva da Biosfera Marinha Brasileira, englobando o banco dos Abrolhos (BA) e a Cadeia Vitória-Trindade (ES). O objetivo é envolver diversos segmentos da sociedade e instâncias de governo na discussão e encaminhar a proposta à Comissão Brasileira do Programa Homem e Biosfera (Cobramab) e à Unesco.

Este processo é liderado pelo Colegiado Mar e o Grupo Conexão Abrolhos-Trindade da RBMA, em parceria com a Associação Ambiental Voz da Natureza. Para Marcello Lourenço, oceanógrafo e analista ambiental do Parque dos Abrolhos que participou do evento, a iniciativa é muito importante, pois acrescenta novas informações científicas sobre a importância da biodiversidade marinha nessa região. "Essa área é pressionada hoje pela sobrepesca e pelo interesse da indústria petrolífera, o que fortalece a necessidade de ampliação das áreas marinhas protegidas no banco dos Abrolhos e adjacências", destacou.

Marcello apresentou uma palestra, representando a Coordenação Regional em Porto Seguro (CR7), sobre as Unidades de Conservação federais costeiras e marinhas localizadas na Bahia. A apresentação ocorreu durante o curso de Gerenciamento Costeiro promovido pela Secretaria do Meio Ambiente do Estado, que teve como objetivo retomar a aplicação do Plano Nacional de Gerenciamento Costeiro e do Projeto Orla no litoral baiano. Os analistas ambientais Flávia Rossi, do Parque Nacional do Descobrimento, e Ronaldo Oliveira, da Reserva Extrativista Corumbau, também participaram do Curso.

O evento foi realizado pelo Ministério do Meio Ambiente, Reserva da Biosfera da Mata Atlântica (RBMA) e Rede de ONGs da Mata Atlântica, com apoio da Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), grupo bancário KfW, agência de cooperação alemã GIZ, Prefeitura de Porto Seguro e Secretaria de Estado do Meio Ambiente da Bahia.

Reserva da Biosfera da Mata Atlântica

O analista ambiental Marcello Lourenço também participou da reunião do Conselho Nacional da RBMA. Ele representou o Parque Nacional Marinho dos Abrolhos, que desde 2003 é reconhecido como Posto Avançado da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica.

A Reserva da Biosfera da Mata Atlântica foi a primeira criada no Brasil e no próximo ano completa 25 anos. Ao todo, são 651 Reservas situadas em 119 países, que têm como missão promover a integração harmoniosa das pessoas e da natureza para o desenvolvimento sustentável, por meio da coordenação de locais de demonstração e aprendizagem, do desenvolvimento e integração de conhecimento científico, além da capacitação para gestão de sistemas socioecológicos complexos, incentivando maior diálogo político-científico, educação ambiental e divulgação para a comunidade.

Comunicação ICMBio
(61) 2028-9280

 

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página