Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Destaques > Capacitação para transporte de caranguejo-uçá
Início do conteúdo da página

Capacitação para transporte de caranguejo-uçá

Publicado: Segunda, 15 de Junho de 2015, 10h57

O uso da técnica reduz a mortalidade no transporte de 55 para 1,85%

O uso da técnica reduz a mortalidade no transporte de 55 para 1,85%

© Todos os direitos reservados. Foto: Acervo ICMBio

Brasília (15/06/2015) - A Reserva Extrativista Marinha de Mocapajuba sediará a 50a edição do curso de extensão pesqueira sobre a técnica do transporte sustentável do caranguejo-uçá. O curso é coordenado pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca do PA e visa capacitar duzentos pescadores, de 22 a 26 de junho. A reserva é uma unidade de conservação federal administrada pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) no município de São Caetano de Odivelas (PA).

Desde 2011, já foram capacitados 2.200 pescadores, sendo 80% usuários de reservas extrativistas localizadas no litoral paraense – este formado por 20 municípios. Ao todo pescadores de 14 municípios já receberam capacitação em relação ao tema.

Cerca de 100 lideranças formadas a partir do curso já foram responsáveis pela multiplicação e replicação da técnica que trouxe benefícios sociais, econômicos e ambientais para a região. Por meio dela houve o incentivo à organização social, melhorando a oferta de estoque do caranguejo-uçá para negociação de preço junto aos mercados. Outro avanço foi a diminuição do esforço de pesca, com queda na mortalidade ocorrida no transporte de 55 para 1,85%.

Os cursos aprimoraram a difusão da Instrução Normativa 09 e 020/2013 do Ministério da Pesca e Aquicultura sobre transporte do caranguejo em quatro estados brasileiros.

O Projeto Manguezais do Brasil/PNUD/ICMBIO tem sido parceiro fundamental para a realização o ordenamento pesqueiro, patrocinando a execução dos primeiros cursos de extensão pesqueira sobre o transporte sustentável do caranguejo no Pará.

Como resultado das primeiras capacitações, mais de 1700 pescadores foram capacitados em 11 reservas extrativistas marinhas do Pará, fortalecendo o diálogo entre associação mãe de cada reserva, governo do estado do Pará e ICMBIO no processo de gestão das unidades de conservação federais.

Comunicação ICMBio
(61) 2028-9280

 

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página