Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Destaques > Açu promove Caminhada Noturna
Início do conteúdo da página

Açu promove Caminhada Noturna

Publicado: Quinta, 13 de Agosto de 2015, 16h24

Passeio é atração em noites de lua cheia

Passeio é atração em noites de lua cheia

© Todos os direitos reservados. Foto: Antonio Mauro

Brasília (13/8/2015) – A Floresta Nacional (Flona) de Açu, no Rio Grande do Norte, promoveu a quinta edição da Caminhada Noturna Luar do Sertão. O passeio reuniu cerca de 30 pessoas, na faixa dos 6 aos 60 anos, num trajeto de 7,5 km pela trilha principal. Ciclistas também se juntaram ao grupo para curtir a natureza e a beleza do cenário iluminado pela lua cheia.

O chefe da Flona, o analista ambiental Antônio Mauro, disse que o evento é promovido em parceria com a Prefeitura de Assu (RN), município que abriga a unidade de conservação (UC). "A caminhada não tem data fixa. Ocorre nos dias de lua cheia, geralmente durante a semana, de segunda a quinta-feira. Nesta edição, ela ocorreu em 30 de julho, uma quinta-feira", informou ele.

Segundo Mauro, a caminhada noturna vem sendo realizada desde o segundo semestre de 2014 e tem o objetivo de atrair visitantes à Flona. "Queremos sensibilizar as pessoas para as belezas singelas da Caatinga, como as flores do cacto facheiro ou do feijão-bravo, plantas típicas do sertão, que só florescem à noite".

No trajeto, a beleza da flora e fauna

No trajeto, normalmente feito em duas horas, das 19h às 21h, é possível avistar animais noturnos como raposas, guaxinins, tatus, corujas e urutaus. "Ao contrário do calor escaldante durante o dia, as noites do sertão são extremamente agradáveis, podendo ter temperaturas de 23º C a 25 °C, o que torna o passeio mais agradável", garante Antônio Mauro.

Durante a caminhada, destacou ele, os visitantes da Flona de Açú também podem presenciar a florada do cumaru, da jurema, do feijão-bravo e da catingueira. "São árvores que enchem a noite com seus incensos florais. São sutilezas da Caatinga que cerca de 200 pessoas já puderam apreciar ao longo destas cinco edições da caminhada noturna", disse o chefe da unidade.

Para Antônio Mauro, a quantidade de pessoas que tem participado da iniciativa é ideal para o objetivo que se busca atingir com o passeio. "Não é um evento de massa. A intenção é atrair pequenos grupos para desenvolver a observação dos detalhes ocultos na paisagem, a percepção da luz, sons e cheiros noturnos, a contemplação do poético luar do sertão e celebrar o encontro entre amigos."

Mauro destacou ainda que a caminhada é uma boa oportunidade para se desligar temporariamente das atribulações do dia-a-dia, em um momento de lazer junto à natureza. "Os participantes, geralmente, gostam muito do passeio e costumam voltar nas edições seguintes".

Saiba mais

A Floresta Nacional (Flona) de Açu, criada em 18 de julho de 2001, possui 215 hectares, mas já em processo de ampliação para 432 hectares, e está localizada no centro do Rio Grande do Norte. A zona sul da Unidade de Conservação limita-se com a área urbana da cidade de Assu.

Sua vegetação é predominantemente arbustivo-arbórea, com mais de 60 espécies lenhosas destacando-se: marmeleiro, jurema, catingueira, cumaru-da-caatinga, imburana, pereiro, ipê-roxo e angico. Nesta paisagem, sobressaem-se ainda, pelo porte e beleza, a palmeira carnaúba e o cacto facheiro.

Já a fauna da UC é especialmente rica em aves, destacando-se: nambu, cancão, asa-branca, galo de campina, carcará, avoantes (rolinhas), sabiás, periquitos, gaviões e corujas, dentre outras. A Flona surpreende ainda pela presença frequente de mamíferos como sagui-do-nordeste, raposa, veado-catingueiro, guaxinim, tatus, roedores e morcegos.

Serviço:

Os interessados em participar da Caminhada Noturna na Floresta Nacional de Açu não precisam realizar inscrição ou pagar ingresso. Basta comparecer no dia e hora marcados ao local de encontro, divulgado nas rádios e blogs da região. A Flona fica no município de Assu, no interior do Rio Grande do Norte. Não há restrições ou triagem, já que o percurso não oferece dificuldade. Durante todo o trajeto, um carro de apoio segue o grupo para prestar assistência em caso de alguma emergência.

Comunicação ICMBio
(61) 2028-9280

 

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página